Valorização dos sabores regionais

Em comemoração ao aniversário de 300 anos de Minas Gerais, a cervejaria também vai lançar uma cerveja com doce de leite, sobremesa característica do estado.

Albanos | 21/12/2020

Vivemos um movimento muito interessante, em todo o Brasil, de valorização de ingredientes e sabores locais. Isso vem acontecendo na gastronomia e reflete também na extensa produção cervejeira. 

Por muito tempo, o produto ser importado era sinônimo de ser bom, ter qualidade. Mesmo encarecendo a produção e deixando à margem a riqueza dos ingredientes que temos por perto, da nossa cultura gastronômica.

Com essa mudança de comportamento, a originalidade ganha vigor e espaço no cenário cervejeiro. Mas, sem dúvida, quem mais tem vantagens é o público, que pode experimentar novidades no paladar e descobrir ingredientes de diversas regiões brasileiras.

Os sabores amazônicos por exemplo, tão únicos e inusitados, são a sensação das cervejas criadas pela Amazon Beer, cervejaria do Pará que vem conquistando outros estados e até outros países. Os estilos e ingredientes escolhidos são diversos, como a Forest Bacuri, Stout Açaí, Witbier Taperebá, Red Ale Priprioca e Cupulate Porter.

O caju, fruto tão comum no Nordeste e exótico em outras regiões brasileiras, virou protagonista da Saison de Caju, uma cerveja colaborativa da cervejaria Tupiniquim com a Stillwater. Essa saison com brett, que também leva manga na receita, é uma bebida que tem acidez e um quê bem tropical. 

O maracujá é outra fruta muito característica do Brasil e que também ganhou os rótulos de cervejas. Um exemplo é a Maracujipa, da cervejaria 2 cabeças. A American IPA leva a polpa do maracujá e traz refrescância e um aroma cítrico para a composição. A fruta não leva doçura para a bebida, mas o sabor sobressai com toque caramelado de malte.

Já aqui em Minas Gerais, é relevante destacar o belo trabalho realizado pela Cervejaria Albanos, com a expedição Da Origem ao Copo. A equipe foi em várias cidades mineiras pesquisar ingredientes e produtores para transportar o regional para seus rótulos.

Entre os sabores valorizados estão as jabuticabas de Sabará, passando pelas compotas e doces, tombados como patrimônio imaterial, de São Bartolomeu, chegando ao café do Sul de Minas. O público já teve a oportunidade de saborear a Stout Chocolate com compota de laranja-da-terra, uma Catharina Sour com jabuticabas e recentemente foi lançada a Coffee Ipa, com cafés especiais da Academia do Café.

Além disso, em comemoração ao aniversário de 300 anos de Minas Gerais, a cervejaria também vai lançar uma cerveja com doce de leite, sobremesa característica do estado. 

Onde encontrar:

Foto: Thiago Herinque

Confira um pouco mais sobre a Albanos (aqui)

Mais Notícias