TJMG faz acordo de cooperação com Instituições de ensino

Os universitários vão realizar projetos para pacificar conflitos

Da Redação | 01/03/2021

Nesta segunda-feira, 1, o presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais (TJMG), Gilson Soares Lemes, e o reitor do Centro Universitário Una e do UniBH, Rafael Ciccarini, assinaram um acordo de cooperação técnica para contribuir com o cumprimento da Meta 9 dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da Agenda 2030, que tem o objetivo de realizar ações de prevenção ou desjudicialização de litígios.

Com esse acordo aos estudantes de Direito passam a ter a oportunidade de conhecer de maneira prática a realidade do mercado de trabalho por meio das Unidades Curriculares Duais e de atividades correlatas às suas pretendidas formações, em complementação ao conhecimento teórico adquirido na universidade. “As ações visam evitar a judicialização, contribuindo para a prevenção e para a solução pacífica de conflitos da comunidade local.  Será uma parceria profícua, que fará a diferença no entorno das unidades e na vida dos alunos que terão a oportunidade de vivenciar o mundo do trabalho”, diz o reitor Rafael Ciccarini.

O presidente do TJMG, desembargador Gilson Soares Lemes, destacou a importância da parceria que irá aprofundar metodologias de aprendizagem voltadas para solucionar conflitos. “Muitas faculdades ensinam os universitários a litigar, a buscar o confronto entre as partes. É fundamental que os novos profissionais que ingressarem no mercado de trabalho passem a atuar também como mediadores de litígios”, diz.

As instituições de ensino direcionam 10% da carga horária total do curso de Direito a projetos de extensão, com a finalidade de aprimorar o conhecimento dos alunos e de contribuir com ações nas diversas localidades onde suas unidades estão instaladas. Os projetos vão ao encontro da proposta da Agenda 2030, que é promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionando o acesso à justiça para todos.

As pesquisas que serão desenvolvidas como projetos de extensão e através das Unidades Curriculares Duais poderão se desdobrar em trabalhos de conclusão de curso, artigos científicos para publicação em revistas e periódicos, livros, bem como proporcionar a experiência dos alunos no ambiente profissional do Tribunal de Justiça de Minas Gerais.

Foto: Divulgação TJMG

Mais Notícias