Sol Edificações planeja novos voos

Construtora amplia área de atuação e vai lançar empreendimentos em região nobre da capital mineira.

Da Redação | 18/06/2021

Com know-how e uma base sólida no mercado imobiliário de Belo Horizonte desde 2013, a incorporadora e construtora Sol Edificações está colocando em prática o planejamento estratégico definido para os próximos anos. Ao completar exatos 18 anos neste mês de junho, a Sol Edificações amplia seu leque de atuação e vai lançar dois empreendimentos de luxo na região Centro-Sul da capital mineira. 

“Unimos a nossa credibilidade conquistada ao longo dessas quase duas décadas de funcionamento e a nossa solidez comercial para esses lançamentos e estamos oferecendo novas possibilidades e experiências aos clientes”, declara a CEO da Sol Edificações, Nahele Marques Silva. A empresa também é administrada pelos sócios André Lopes e Mateus Bessa.

A construtora já entregou mais de 350 unidades nos bairros Castelo, Ouro Preto e região da Pampulha, e tem destaque em sua trajetória de sucesso a solidez financeira: todas as obras, quando iniciadas, já possuem 100% dos recursos garantidos, sem a necessidade de viabilização baseada nas vendas.

“Estamos vivendo em um momento especial na empresa. A expansão para a região Centro-Sul foi um movimento natural, devido a nossa estrutura e organização, além de já termos em nossos empreendimentos um alto padrão de acabamento, o que é fundamental para o sucesso em imóveis de luxo”, enfatiza Nahele. Com esses dois novos projetos previstos para 2021, a Sol Edificações estima um Valor Geral de Vendas (VGV) de mais de R$ 70 milhões. 

Com o lema de construir sonhos e oferecer experiências únicas aos futuros moradores ou investidores, a construtora mantém parcerias com profissionais renomados do mercado. 

Bom momento

O mercado de imóveis vive um bom momento apesar da pandemia, e essa é, com certeza, uma ótima oportunidade para investir em imóvel de luxo.

De acordo com a Associação Brasileira das Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc), 97% das 38 maiores empresas do ramo pretendem lançar empreendimentos em 2021. Atualmente são mais de 30 empreendimentos lançados no primeiro semestre deste ano, com mais de 50% de unidades vendidas. 

A baixa histórica da taxa Selic, que propicia a redução dos juros nas linhas de financiamento, também é um dos principais motivos para o crescimento das vendas de imóveis observado desde 2020. 

“Os dados de mercado reforçam a opinião dos especialistas de que as vendas devem aumentar ainda mais neste ano. Outro movimento importante, que a pandemia mostrou relevante, foi a implementação das tecnologias digitais no mercado imobiliário. A promessa é de que muitas delas se mantenham e que outras sejam criadas, o que faz parte dos diferenciais nos próximos lançamentos da Sol”, explica Nahele.

Nestes 18 anos de existência, a Sol Edificações contabiliza números grandiosos: mais de 82 mil m2 construídos e R$ 210 milhões em imóveis vendidos. “Apesar da pandemia ter trazido muitos pontos negativos, a construção civil superou desafios e tem obtido crescimento. O mercado imobiliário está muito aquecido com uma excelente valorização”, opina a CEO da Sol Edificações. 

Nahele acrescenta que inovação é a palavra de ordem do setor. “Inovar, personalizar, saber enxergar cada cliente e suas particularidades, para oferecermos um apartamento único é o nosso objetivo”, finaliza Nahele Marques. 

Fotos: Divulgação JC/ Sol Edificações

Mais Notícias