Senado aprova ampliação do teste do pezinho no SUS

O texto, que teve origem na Câmara dos Deputados, segue agora para sanção presidencial.

Da Redação | 30/04/2021

Nesta quinta-feira, 29, o Senado aprovou um projeto de lei (PL) que aumenta o número de doenças rastreadas pelo teste do pezinho aplicado pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Sendo assim, com a ampliação prevista no projeto, o exame alcançará 14 grupos de doenças, medida que será implementada de forma escalonada, em prazo a ser regulamentado pelo Ministério da Saúde.

O texto, que teve origem na Câmara dos Deputados, segue agora para sanção presidencial.

Atualmente, o teste do pezinho realizado pelo SUS engloba seis doenças: hipotireoidismo congênito; fenilcetonúria; anemia falciforme; fibrose cística (também conhecida como mucoviscidose); hiperplasia adrenal congênita e deficiência de biotinidase. Conforme destacado pelo autor do projeto, deputado Dagoberto Nogueira (PDT-MS), a versão expandida do teste, encontrada nos serviços privados, faz o diagnóstico de até 53 doenças.

O teste do pezinho é feito a partir da coleta de gotas de sangue dos pés dos recém-nascidos. Para determinar o aumento do número de doenças rastreadas pelo teste, o projeto altera o Estatuto da Criança e do Adolescente.

A ampliação do teste deverá entrar em vigor 365 dias após a publicação da lei originada pelo projeto. A lista de doenças a serem rastreadas pelo teste do pezinho deverá ser revisada periodicamente, com base em evidências científicas e com prioridade para as de maior prevalência no país, com protocolo de tratamento aprovado e incorporado ao SUS.

Pelas redes sociais, a jornalista Larissa Carvalho, uma das principais vozes na luta pela ampliação do teste, comemorou a aprovação do Projeto de Lei (PL) 5.043/2020, com texto emocionante. A repórter é mãe de Theo, que nasceu com Acidúria Glutárica, uma doença genética que impede o organismo de absorver as proteínas ingeridas. No entanto, caso a criança tivesse tido acesso ao teste já ampliado, a doença não teria se desenvolvido.

“Agora, o teste vai descobrir mais doenças, e quando uma ‘Larissa’ tiver por aí um lindo ‘Théo’ como você, ela vai saber como cuidar do seu bb, com a comidinha e os remédios certos desde os primeiros dias de vida… A sua vida não muda mais. Você não senta, não anda, não fala. Mas sorri como ninguém. Saiba: seremos felizes, juntos, pra sempre, do jeito que você é”, desabafou na publicação.

Confira o post de Larissa (AQUI) e o texto na íntegra abaixo:

‘Carta ao Théo

Théo, meu filho. Meu amor. Hoje você mudou uma história muito errada que acontecia há anos e anos neste nosso Brasil. O Teste do Pezinho do SUS, tão pobre até aqui, tão ineficiente, que tirou de você e de tantas crianças seus direitos mais preciosos de menino – de correr, cantar, pular… não vai fazer mais isso com ninguém. O Teste tá melhor a partir de hoje: aprovaram lá em Brasília, um lugar lindo aonde ainda vamos juntos. Agora, o teste vai descobrir mais doenças, e quando uma ‘Larissa’ tiver por aí um lindo ‘Théo’ como você, ela vai saber como cuidar do seu bb, com a comidinha e os remédios certos desde os primeiros dias de vida. A mamãe te pede eternamente perdão por cada vez que te coloquei no meu peito, te amamentei… por cada papinha que te dei com ovo, carne, feijão que mataram seus neurônios, silenciosamente, nos traindo. Eu não sabia, meu amor. Não tinha como eu saber. Mas me jurei (nos juramos, lembra?) que a gente não ia aceitar isso acontecer com mais nenhuma família. A gente decidiu juntos, nos olhando naquela madrugada, que íamos mudar esse teste, íamos fazer ele ficar melhor. E hoje, a nossa história que fez tanta gente chorar, que repetimos tantas vezes na tv, nos palcos… encontrou de vez seu sentido.

A sua vida não muda mais. Você não senta, não anda, não fala. Mas sorri como ninguém. Saiba: seremos felizes, juntos, pra sempre, do jeito que você é. Com esse sorriso cheio de paz nessa sua carinha de anjo.
Você, filho, hoje entendo, veio mesmo pra salvar milhares e milhares de Théos todos os anos no Brasil.

Obrigada por me escolher nessa jornada. Você tinha mesmo que ser MEU.

Te dedicamos
@vidasraras , pela luta incansável.

Obrigada, enormemente, deputados e senadores por cada SIM.

Larissa.”

Foto: iStock

Confira outras notícias (AQUI)

Mais Notícias