Semana fashionista pela frente

Avanço da vacinação e bons indicadores em Minas permitem realização presencial do Minas Trend e o desfile da Skazi.

João Eugênio e Thiago Romano - BH Cosmopolita | 29/10/2021

Minas Trend anterior

A vacinação e os bons indicadores em Minas têm permitido o avanço na flexibilização das medidas para evitar o contágio pelo novo coronavírus. Como resultado, a primeira semana de novembro será marcada pela volta presencial de dois dos eventos mais esperados da moda mineira: o Minas Trend e o desfile da Skazi.

É a oportunidade para fashionistas e compradores conhecerem, em primeira mão, as coleções das principais marcas mineiras, além das próximas tendências que veremos pelas ruas. Se, de algum modo o zeigeist das semanas de moda internacionais contamina as criações daqui, podemos já prever um clima de festa, a sensualidade, color block, comprimento mini, revisitas aos arquivos das marcas, sustentabilidade e propósito.

Direto da semana de moda de Milão, a Libertees apresenta sua nova coleção no Minas Trend (Foto: Henrique Gualtieri)

Negócios de moda em evidência

De 1º a 4 de novembro, a 26ª edição do Minas Trend ocorre em formato híbrido: presencial para compradores e on-line para o público geral. Depois de um intervalo por conta da pandemia, a expectativa é retomar o já tradicional grande volume de negócios no evento, e também gerar reflexões sobre o mercado com a programação virtual.

No Expominas, o Salão de Negócios vai reunir cerca de 90 marcas dos segmentos de vestuário, calçados, bolsas, joias e acessórios. Nomes como Libertees, Luiza Barcelos, Lázara Design, Arte Sacra, entre outros, vão mostrar seu outono/inverno 2022 em um momento estratégico de reaquecimento da economia. De acordo com o presidente da Fiemg, Flávio Roscoe, o Minas Trend gera milhões de reais em negócios para toda a cadeia produtiva da moda e surgiu exatamente com o intuito de aproximar fabricantes e lojistas.

“Nesta edição de retorno, temos foco total nos negócios de moda, gerando oportunidades para uma das principais cadeias produtivas do país e atuando para alavancar a retomada do setor”, afirma.

A programação on-line do Minas Trend reúne especialistas para trazer insights, referências e tendências da moda e do mercado, além de fomentarem o diálogo sobre o perfil de consumo para o pós-pandemia.

As lives serão transmitidas nas páginas do evento no YouTube e Instagram. Acesse AQUI.

O inverno 22 é pura festa

Com convites disputadíssimos e a exigência de vacinação completa ou teste negativo de Covid-19, a Skazi retorna às passarelas no dia 3 de novembro. Com o título “Studio 93”, a coleção chega colorida, luxuosa, moderna e super cool. A diretora de estilo da marca – e fashionista de marca maior – Paolinha Murta, conta que a maior influência das peças está na exuberância do Disco da década de 70, o sexy do fim dos anos 90, e o viés esportivo e sensual do anos 2000.

Na prática, isso quer dizer peças de acabamentos hiper-texturizados – com paetês, bordados, cristais, plumas – e uma cartela de cores com muito pink, púrpura, verde esmeralda e azul elétrico em tons super vibrantes e metalizados. Seguindo as tendências mundiais, a silhueta se ajusta ao corpo, em comprimentos que variam do micro ao longo.

Já a tradicional alfaiataria da Skazi vem ampla, moderna e impecável. A cintura também está mais baixa, em calças e saias, combinadas com tops e soutiens de amarrações. O clima glamuroso se completa com segundas peles e meias completamente cobertas com cristais. Até mesmo a estamparia digital faz um flashback com inspirações orientais, como a figura do dragão em estilo de tatuagem Wabori, que marcou o início do século XXI.

Ainda não temos as fotos da coleção, mas quem quiser matar a curiosidade, é só acompanhar alguns spoilers nas redes sociais da marca.

“O desfile é para festejar a vida”, afirma Paolinha Murta (Foto: Skazi/Divulgação)

Outras colunas BH Cosmopolita AQUI.