Rubens Menin e a MRV inauguram ala ortopédica reformada no Hospital das Clínicas da UFMG

Foi investido R$1,6 milhão para a modernização das instalações. A obra, iniciada em abril, teve conclusão em tempo recorde para atender a enorme demanda reprimida por procedimentos da especialidade.

Da Redação | 05/11/2020

Saúde. O empresário Rubens Menin e a MRV entregaram nesta quarta-feira, 04, uma ala ortopédica reformada do Hospital das Clínicas da UFMG, que ficou mais moderna e compatível com os recursos tecnológicos e os protocolos mais atuais para o cuidado dos pacientes. A cerimônia restrita, contou a presença da Reitora da UFMG, Sandra Goulart, do Presidente da Ebserh, General Oswaldo Ferreira e do professor Marco Antônio Percope, e de diretores do hospital.

Iniciada em abril, a obra teve um investimento de R$1,6 milhão e resultou em 24 novos leitos destinados exclusivamente à ortopedia. A reforma é uma doação do empresário e da construtora para contribuir com o fortalecimento da saúde pública. O Hospital das Clínicas é o maior hospital universitário de Minas Gerais, 100% SUS, referência em casos de média e alta complexidade, e campo de ensino em saúde, pesquisa e extensão. 

Em seu discurso, Menin, falou da importância de devolver para a Universidade o que ela já o proporcionou. “Meus pais, eu e meus filhos fomos alunos da UFMG. Essa é uma retribuição do que essa instituição nos deu. Acreditamos que é muito importante poder contribuir com iniciativas e projetos como este, que geram transformações para a vida das pessoas”, fala Rubens Menin, presidente do Conselho de Administração da MRV.

Leia também: “Música no Hospital” promove humanização do ambiente hospitalar

“É muito bonito e importante ver iniciativas como a do Rubens, que busca retribuir o que lhe foi proporcionado. “Esperamos que a atitude  seja um exemplo para outros empresários. Sua generosidade vai contribuir para a melhoria das vidas de milhares de pessoas”, conclui Sandra Goulart, reitora da UFMG.

Por mês, o Hospital das Clínicas realiza 900 consultas ambulatoriais e 40 procedimentos cirúrgicos na especialidade, informou a superintendente do HC, Andrea Maria Silveira. A instituição possui um programa de residência em Ortopedia e Traumatologia muito requisitado por alunos, com entrada anual de seis residentes e duração de três anos. “Com a reforma vamos conseguir  atender o número muito mais significativo de pacientes”, destacou a superintendente.

Mais Notícias