Programa  “Verdemar Sem Fronteiras” é vencedor do Prêmio Ser Humano da ABRH-MG

Da Redação | 23/12/2021

O Verdemar foi mais uma vez reconhecido no Prêmio Ser Humano, realizado pela Associação Brasileira de Recursos Humanos – Seção Minas Gerais (ABRH-MG). A rede de supermercados foi uma das vencedoras com o programa “Verdemar sem Fronteiras”. A premiação, entregue no dia 17 de dezembro, é considerada a principal do segmento de RH e tem, em sua essência, a valorização e reconhecimento das boas práticas organizacionais.

O programa “Verdemar Sem Fronteiras” visa oferecer oportunidades de emprego e emancipação para imigrantes de vários países. Atualmente, a rede conta com mais de 50 funcionários contratados pelo projeto de sete nacionalidades diferentes, ocupando inúmeras funções.  “Por meio da iniciativa buscamos, cotidianamente, romper as barreiras culturais e minimizar ações que reforcem o rótulo da intolerância no ambiente de trabalho, a fim de oportunizar o exercício pleno de sua cidadania”, destaca Leandro Souza de Pinho, superintendente de Recursos Humanos do Verdemar e idealizador do projeto. 

Além das indicações de funcionários para atuar no Verdemar, há parcerias com instituições que encaminham candidatos para seleção, como o Serviço Jesuíta a Migrantes e Refugiados. Para apoiar os migrantes que ainda não são totalmente fluentes na língua portuguesa, o Verdemar os direciona para lojas que já possuem funcionários com a mesma nacionalidade, além de contar com aplicativos de tradução simultânea, para auxiliar na comunicação.

“As lideranças passam por treinamentos para apresentar o projeto aos colaboradores da rede e esclarecer dúvidas sobre o acolhimento, treinamento e dicas para acompanhar os migrantes. Além disso, como todos os funcionários do Verdemar, eles contam como apoio psicológico da equipe de RH. O  acompanhamento das demandas desse grupo são ainda mais próximos, identificamos oportunidades de ajustes e de integração nos diálogos com líderes e migrantes de nosso projeto”, conta Leandro. 

O projeto prevê, ainda, a produção dos materiais institucionais traduzidos na língua nativa dos migrantes, além da realização de ações comemorativas baseadas em feriados e datas importantes dos países de origem. “Esses profissionais são muito bem-vindos e acolhidos em nossa empresa, por sinal, eles têm se destacado pela dedicação e empenho, acredito que toda a sociedade deve pensar e agir com respeito aos refugiados”, ressalta Hallison Moreira, sócio-diretor do Verdemar. 

A rede já foi reconhecida no Prêmio Ser Humano pelos programas “Eu te projeto, você me protege” em 2020, “Talentos da Maturidade” em 2019 e em 2017 com o “Inclusão como Valor”.