Portas abertas no Vila da Serra

Após as perdas devido à pandemia, varejistas apostam alto na inauguração e realocação de lojas no segundo semestre.

Tatiana Andrade | 06/08/2021

À medida que o mundo volta ao normal, inaugurar mais lojas físicas torna-se novamente estratégia dos varejistas para se reconectar com os clientes. Apesar do crescimento das vendas via e-commerce, as marcas permanecem otimistas em novamente incorporar o varejo físico em seus planejamentos. 

No Vila da Serra, um espaço de 320m2 revela a primeira loja exclusiva Cris Barros, marca homônima da estilista paulistana conhecida pela moda que reúne tradição e elegância incessantes. A flagship chega com projeto arquitetônico assinado por Carolina Maluhy + Partners. Com mais de dez lojas em todo o Brasil, as belo-horizontinas só tinham acesso às peças da label por meio do e-commerce ou das multimarcas de luxo da cidade. 

Criada em sinergia com a nova tendência que inaugura ou realoca grandes marcas na região de Nova Lima, Cris Barros está localizada na Oscar Niemeyer, principal avenida de varejo e entretenimento da região. Adjacente à também recém-inaugurada NV, marca de roupas da digital influencer Nati Vozza, ambas integram o Soma, um dos maiores grupos de moda do país. Juntas, Cris Barros e NV redesenham o perfil comercial do bairro. 

Nos últimos meses, algumas marcas anunciaram novas lojas ou mudanças nas já existentes – a moda premium da Mixed deixa o bairro de Lourdes para se estabelecer em uma casa no Belvedere. Depois de um ano de vidas interrompidas e movimento restrito, faz sentido para os varejistas não apenas considerar a abertura de novas lojas, mas também maximizar as que já possuem. Em alguns casos, isso significa transferi-las para um local ou mercado-alvo melhor. Como tal, as realocações são uma forma pela qual os varejistas dimensionam e otimizam seus portfólios.

Uma pesquisa recente da plataforma americana First Insight com 16 mil clientes mostrou que, apesar do boom do comércio eletrônico, os gastos na loja ainda são maiores do que os pedidos online. A realidade é que muitos clientes ainda preferem as lojas físicas e são esses insights que estão alimentando as estratégias de abertura de loja. 

Embora o varejo seja uma indústria altamente competitiva, uma loja física oferece a oportunidade de criar uma experiência de marca envolvente e permite que o público emerja em sua cultura de marca, criando impressões duradouras. Nesse momento, projetar uma experiência que tenha o equilíbrio certo entre segurança, entusiasmo e conveniência é fundamental. 

Fotos: Divulgação JC / Loja Cris Barros

Texto: Tatiana Andrade e Izabella Figueiredo

Confira outras notícias (AQUI)