Perder peso é fácil… difícil é permanecer magro

Uma demanda, cada vez mais comum, nas consultas médicas é a busca pelo emagrecimento.

Dra. Patrícia Corradi | 04/05/2021

Pesquisas recentes mostram que o número de obesos no Brasil dobrou nos últimos vinte anos e mais da metade da população adulta brasileira está acima do peso. Se você é uma dessas pessoas, provavelmente já experimentou algum tipo de tratamento para emagrecer. E, como muitos, conseguiu reduzir alguns quilos na balança. Porém, como a grande maioria, acabou recuperando o peso perdido ou, pelo menos, parte dele.

Afinal, porque é tão difícil manter o peso baixo?

A gordura corporal é a nossa reserva de energia, portanto, eliminá-la é um processo metabólico anti-natural e depende de um déficit calórico crônico. A velocidade da perda de peso é proporcional ao excedente de gordura e, geralmente, é maior no início do tratamento. Quando perdemos gordura, nosso corpo sofre uma adaptação compensatória para conservar energia em que há redução do metabolismo basal e aumento da fome.
Sendo assim, o emagrecimento não é rápido nem acontece num formato contínuo de “rampa descendente”. Ele ocorre de forma lenta e como “degraus de uma escada”. Quando a velocidade da perda de peso se reduz e o peso se estabiliza (efeito platô), alguns se sentem desestimulados a persistir no tratamento, começam a transgredi-lo e terminam por abandoná-lo.

Como voltar a perder peso?

Retomando o planejamento inicial, objetivando sempre atingir o déficit calórico. Reconhecendo suas falhas em tentativas infrutíferas anteriores e tentando repará-las. A sensação de esforço deve ser continua. Para descer o próximo degrau, uma nova intervenção metabólica torna-se necessária: pode-se alterar a estratégia nutricional, aumentar a frequência ou mudar o estímulo da atividade física ou introduzir alguma medicação, sob recomendação médica.

O maior desafio no processo do emagrecimento é entender que o resultado sustentado depende da manutenção dos hábitos de vida saudáveis na sua rotina diária. Acostume-se a comer bem. Exercite-se regularmente. Para isso, é fundamental ter planejamento, disciplina, constância e paciência. O resultado virá com o tempo. Persista, sua saúde agradece.

Confira outros textos (AQUI)

Mais Notícias