Onda Roxa é ampliada para 11 de abril, exceto na parte norte do Triângulo

Região onde fica Uberlândia apresenta melhora nos indicadores e recua para onda vermelha, menos restritiva.

Da Redação | 31/03/2021

Romeu Zema

O Governo de Minas ampliou a Onda Roxa do programa Minas Consciente até dia 11 de abril em todo Estado, exceto para a macrorregião de Saúde Triângulo Norte, que retorna à Onda Vermelha já na segunda-feira, 5.

Nesta área, composta por 42 cidades, houve melhora em todos os indicadores relacionados à covid-19.

Cerca de 815 municípios, entre eles Belo Horizonte e os da Região Metropolitana, ainda não apresentaram uma queda sustentada nos indicadores. Por isso, continuam com maiores restrições. As medidas são reavaliadas a cada sete dias pelo comitê de saúde.

Onda Roxa

Esforços

“Seguimos com os esforços para ampliar leitos, apesar da falta de recursos, principalmente humanos, e, mais recentemente, de insumos. Contamos com o apoio da população para superarmos essa fase o quanto antes”, afirmou o governador Romeu Zema.

Segundo ele, com a ampliação do distanciamento social e as medidas restritivas de circulação proposto pela Onda Roxa, a expectativa é diminuir a notificação de casos suspeitos.

Onda Vermelha

Quedas

A evolução do Triângulo do Norte para a onda vermelha do Minas Consciente ocorreu após a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) identificar queda de 18% na taxa de incidência nos últimos 14 dias na macrorregião.

Já na última semana, essa queda foi de 3%, demonstrando uma melhora nos indicadores da região após a adesão da população à Onda Roxa, desde 3 de março.

Com relação à variação no número de internações na macrorregião Triângulo do Norte, os índices caíram de 14,04% para 6,42% nas últimas três semanas, registrando o menor indicador entre as regiões mineiras.

A microrregião de Patos de Minas, que pertence à macrorregião Noroeste também respondeu positivamente. Por isso, poderá evoluir para a Onda Vermelha. Houve queda de 35% na taxa de incidência e a taxa de ocupação da UTI adulto exclusivo para paciente covid está em 87%.

Na última semana, a adesão ao isolamento social em Minas subiu de 39% para 46,67%. O reflexo disso foi a redução na notificação de casos suspeitos, o que confirma a expectativa do Governo de Minas de que, em breve, haja queda no número de internações e também nos óbitos. Apesar disso, o isolamento social o estado ainda está abaixo da média do País, de 49,15%.

Foto: Gil Leonardi

Evolução do Minas Consciente

Confira outras matérias sobre o Minas Consciente aqui.

Mais Notícias