Obras da Arena MRV completam um ano e seguem dentro do cronograma

Com 18% dos trabalhos concluídos, empreendimento tem contrapartidas sociais e ambientais adiantadas.

Luís Otávio Pires | 20/04/2021

Obras Arena MRV

As obras da Arena MRV completam um ano nesta terça-feira, 20, no terreno no bairro Califórnia, em Belo Horizonte. Apesar do nome do futuro do Atlético ser da construtora da família Menin, o trabalho está sendo feito pela Racional Engenharia, com sede em São Paulo, pela Reta Engenharia, responsável pelos serviços especializados de engenharia para o gerenciamento. A fiscalização das obras e o projeto arquitetônico é da Farkasvölgyi Arquitetura.

Assista ao vídeo com imagens inéditas das obras aqui.

“Foram 12 meses de muito trabalho. Estamos satisfeitos com os resultados, mas ainda há muito pela frente. Sempre ressalto que não teremos uma arena luxuosa, mas será moderna, tecnológica e, principalmente, com o DNA atleticano. Um caldeirão para 46 mil torcedores”, ressalta o CEO da Arena MRV, Bruno Muzzi.

O Atlético é detentor de 100% da Arena MRV, já que os recursos vieram da venda de uma parte do Diamond Mall, operação aprovada pelo Conselho do clube. Além disso, a MRV adquiriu o naming rights, por isso tem o direito de uso do nome para ativação da própria marca.

Vendas de cadeiras e camarotes

Desde setembro, estão sendo comercializadas as cadeiras e camarotes como forma de garantir os recursos para que a obra permaneça com o ritmo planejado por todos os envolvidos no projeto.

Após um ano, já foram concluídas a limpeza e a substituição do material do talvegue, a canalização entre Reserva Particular Ecológica (RPE) e Via Expressa, a supressão vegetal, e a construção das principais contenções.

A obra está com o cronograma em dia, com 18% já concluídos. Veja alguns números da obra:

  • Total de funcionários até agora: 893
  • Total de funcionários no momento: 415 (50 são mulheres, em diversos cargos, como engenheiras, profissionais de Segurança do Trabalho, Marketing e Financeiro)
  • Volume de concreto utilizado: 28.570 m³
  • Quantidade de aço utilizado: 5.565 toneladas de aço
  • Fundações prontas: 500 blocos
  • Estruturas metálicas instaladas: 350 pilares e vigas.

Estrutura da arena:

  • Terreno: 128 mil m²
  • Capacidade: 46 mil torcedores
  • Bares: 40
  • Vagas de estacionamento: 2.333
  • Camarotes: 80 (92% vendidos)
  • Cadeiras cativas: 4.462

Contrapartidas

Pelo projeto, várias contrapartidas ambientais já estão sendo cumpridas pela Arena MRV, como a preservação permanente da Reserva Particular Ecológica RPE, área verde de 26 mil m² ao lado do estádio.

Outra importante contrapartida foi a regularização fundiária em área de conservação no Parque Nacional da Serra da Gandarela. Essa área correspondente a mais que o dobro da vegetação nativa suprimida no terreno.

A partir de outubro começa o plantio de 46 mil árvores em parques da cidade. Esse número representa uma árvore para cada assento da arena. Serão plantadas até 4.600 árvores por ano, e o plantio será concretizado em 10 anos.

Em paralelo, a Arena MRV destinou às forças de segurança de Minas Gerais de equipamentos que, somados, superam o valor de R$ 4 milhões, para auxiliar no combate a crimes ambientais.

O empreendimento também vai reconstruir a Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro Califórnia e revitaliza a Mata dos Morcegos, maior área verde do bairro Califórnia. Ela vai se transformar em um parque linear para uso da comunidade.

Outra contrapartida da obra foi a criação do Instituto Galo, voltado para o desenvolvimento de atividades e projetos de assistência pública, social e cultural.  Será criado também um Centro Integrado de Línguas, para uso da Prefeitura de Belo Horizonte.

Foto: Arena MRV/ Divulgação

Confira outras matérias sobre a Arena MRV aqui.

Mais Notícias