O papel do pai

Dividir os cuidados com o bebê entre os pais é muito importante. Essa rotina é muito puxada e difícil de ser seguida sem ajuda.

Paula Vereza | 04/03/2021

O cuidar é uma atividade na maioria das vezes destinada às mulheres. Cuidar da casa, da família, dos filhos e de quem mais precisar de cuidados. Essa normalização do cuidado deixado a cargo somente das mulheres faz com que elas fiquem sobrecarregadas por terem que lidar com todos os cuidados domésticos somados aos cuidados com um recém nascido. Por isso é muito importante que mãe e pai se unam nos cuidados com o bebê assim que ele nasce, isso faz com que ambos participem ativamente da vida da criança e não fiquem tão cansados.

É importante incluir os pais nos cuidados, e eles saberem o que fazer nos primeiros dias,  mesmo que ainda não saibam como executar da melhor maneira e ensiná-los, pois será nesses momentos em que ele aprenderá a cuidar do bebê e se pensarmos bem, a mãe e o pai ainda estão aprendendo a cuidar nesse início de vida.

Dividir os cuidados com o bebê entre os pais é muito importante, pois a mãe já fica responsável por amamentá-lo de três em três horas, somado a isso ainda é necessário colocar o bebê para arrotar, trocar suas fraldas e fazê-lo dormir. Além disso, o bebê também precisa de tomar banho e tem também as necessidades da mãe, como tomar banho, se alimentar e dormir. Essa rotina é muito puxada e difícil de ser seguida sem ajuda.

Para facilitar esse processo e ajudar alguns pais que talvez se sintam perdidos, sem saber em qual momento podem ajudar nos cuidados com o bebê e com a casa, trazemos as seguintes orientações:

1- Coloque para arrotar

Após a mamada, o pai pode colocar o bebê para arrotar. O processo dura em média 15 minutos e deve ser feito com o bebê mais de pé, acompanhado ou não, de leves batidinhas nas costas. Se o bebê não arrotar, e tiver gases para sair, ele ficará incomodado quando deita, e se isso acontecer, é só levantar que ele arrotará. Vale lembrar que nem todo bebê arrota.

2- Troque a fralda

Depois do arroto vem o momento de trocar a fralda, que na verdade, você vai observar qual o momento ideal para seu pequeno. Pode ser antes de mamar quando precisa acordar ele para isso, durante as mamadas, se ele dormir e você quiser acordar, ou depois. Raramente pais de primeira viagem farão essa tarefa com a mesma destreza de quem já cuidou de um recém nascido antes. Por isso, quanto mais pratica, mais expert fica.

3- Coloque para dormir

Depois desse processo é a hora de colocar o bebê para dormir. Assim que ele ficar sonolento pode colocá-lo no berço. Não precisa deixar o bebê dormir no colo, inclusive é importante ensinar seu bebê a dormir no berço. Pode acontecer de assim que colocá-lo no berço o bebê comece a chorar, nessa hora o pegue no colo novamente e o acalme, assim que ele ficar sonolento de novo tente colocá-lo no berço.

4- Organize a casa

Fora os cuidados com bebê, existem inúmeros cuidados com a casa, como cozinhar, limpar, lavar roupas, colocar o lixo para fora e fazer compras. Todas essas tarefas podem ser feitas pelo pai enquanto a mãe se dedica ao bebê. É importante lembrá-los de ter paciência e organização e de manter o diálogo para que os afazeres sejam todos feitos da forma mais tranquila tanto para mãe como pai.

5- Tenha carinho e paciência

Os primeiros dias de vida do bebê e pós parto, o chamado puerpério, é um período de muita transformação e descobertas tanto para mãe quanto para o pai. Além disso, existe uma oscilação hormonal na mãe, por isso, neste momento, é preciso ter muito carinho e paciência com elas. Tente ajudá-la ao máximo, não deixe essa mulher sofrer com excesso de afazeres, porque para ela cuidar bem do bebê e ainda conseguir produzir leite, ela precisa estar tranquila e descansada.

Diariamente me deparo com situações que a própria mãe impede que o pai ajude. Fazendo críticas ao modo que segura, coloca para arrotar, troca a fralda e até combina a roupinha. Lembre-se que é aprendizado dos dois lados: para mãe e para o pai. Deixe que erre, pois irá perceber e logo logo ficará expert nos cuidados tanto quanto você.

Confira outros textos da colunista Paula Vereza (aqui)