Novo aplicativo conecta pacientes e profissionais da saúde

O iubem foi desenvolvido para trazer mais comodidade e segurança nos processos de marcação de consultas, sem mensalidade ou taxa de cadastro.

Da Redação | 20/03/2021

Eduardo Mendlovitz

Diante dos grandes impactos causados pela pandemia do novo coronavírus, uma grande novidade surge para facilitar a marcação de consultas com maior agilidade e eficácia.

O iubem foi desenvolvido para criar pontes na saúde. O aplicativo é o único que realiza marcações de consulta e não cobra mensalidades ou taxas para sua utilização, ou seja, a plataforma é de uso gratuito.

De acordo com o diretor da empresa, Eduardo Mendlovitz (foto), o paciente paga o profissional por meio da própria plataforma.

“Ficamos com um percentual sobre o procedimento realizado. Ainda proporcionamos ao especialista na área da saúde, total despreocupação sobre operação de agenda, já que o próprio app coordena as suas marcações, evitando um trabalho extra”, revela.

Do latim

Com um investimento de R$ 1,5 milhão entre desenvolvimento, pesquisa e lançamento, o aplicativo, que carrega o nome iubem que, derivado do latim, significa “saúde”, se comunica perfeitamente com o momento atual de convivência da população.

“Nossa equipe trabalhou em detalhes, que acabam sendo grandes diferenciais. Um deles foi a implantação de um algoritmo parecido com o do famoso aplicativo de transporte ‘Uber’, que facilita a usabilidade tanto na hora de solicitar uma consulta como na hora de efetivar a marcação”, completa o diretor. 

A perspectiva para o ano de 2021, segundo Mendlovitz, é de se ter uma base de profissionais em torno de 5mil especialistas, alcançando também a marca de mais de um milhão de usuários cadastrados na plataforma.

“Vale ressaltar que em pouco tempo de lançamento, o app para a versão profissional, desenvolvido para criar a base de atendimento, está próximo de atingir a sua primeira meta, o que vai permitir a liberação da parte destinada à população geral. Além disso, a intenção da plataforma é alcançar o Brasil como um todo, atingindo, inicialmente, as principais capitais do país”, reforça.

Tecnologia

O crescimento da tecnologia, hoje inevitável, é um dos fatores imprescindíveis para o desenvolvimento do aplicativo iubem. A indústria digital está cada dia mais presente na vida e nas ações diárias das pessoas, dessa forma, a busca por um profissional da saúde também é necessária com maior facilidade.

“Em meio à pandemia, fator primordial para a conexão tecnológica entre paciente e especialista torna-se fundamental a simplicidade e funcionamento do app que é uma das maiores novidades no mercado de negócio e saúde atual. O modelo que tem como referência o sistema de busca da ‘Uber’ adquire projeção e garante a qualidade na ligação simultânea entre profissionais e pacientes”, conclui o diretor.

Mudança de hábitos

Para o médico, presidente do Conselho Técnico do iubem e ex-presidente da Associação Médica Brasileira, o médico Lincoln Lopes Ferreira, a tecnologia existente no século XXI veio para modificar hábitos de vida e também influenciar vários segmentos, assim como o relacionamento humano em geral.

“Especialmente agora, em que vivemos a pandemia do novo coronavírus, a utilização dos avanços tecnológicos se tornou um grande diferencial, inclusive na Medicina. Por isso, o iubem surge para preencher uma lacuna extremamente importante, pois permite que as pessoas, na segurança das suas casas, sem se exporem a riscos maiores, obtenham assistência médica qualificada, dentro de condições previamente acordadas”, revela.

Ele completa dizendo que, além disso, trata-se de um passo enorme no aperfeiçoamento e segurança da saúde da sociedade brasileira, sendo, sem dúvida nenhuma, uma contribuição a mais para que a Medicina possa ser desenvolvida de forma adequada, aproximando, ainda mais, os profissionais médicos de seus pacientes.

Para o segundo semestre de 2021, está previsto o lançamento do iubem Pet, uma versão da plataforma que atenderá o segmento veterinário.

Foto: iubem/Divulgação

Confira outras matérias sobre saúde aqui.

Mais Notícias