Novas gerações do Q3 e Q3 Sportback serão nacionais

Audi anuncia, para 2022, o retorno das operações de sua fábrica em São José dos Pinhais (PR) depois de dois anos parada.

Da Redação | 17/12/2021

A Audi está de volta ao Brasil como fabricante. Após dois anos sem montar um só carro por aqui, acaba de anunciar que vai ligar as máquinas novamente de sua unidade industrial em São José dos Pinhais (PR), na Grande Curitiba.

Tudo será retomado em meados de 2022 e os modelos escolhidos são o Q3 e Q3 Sportback, ambos com motor 2.0 e a tração quattro. Ainda não se sabe sobre a lista de equipamentos completa e os preços. Informações que com certeza serão reveladas por ocasião de lançamento dos veículos.

A história da Audi como fábrica no Brasil começou em 1999, quando montou as primeiras gerações do A3 até 2006. Em 2015, foi a vez do A3 Sedan e, em 2016, passou a produzir também o Q3 até 2019, quando houve o fim do ciclo de vida da geração. O A3 Sedan foi fabricado até 2020.

Os Audi nacionais serão equipados com motor EA888 2.0 TFSI gasolina de quatro cilindros com injeção direta e turbocompressão, que entrega 340 Nm de torque e potência de 231 cv.  Esta será a primeira vez em que a montadora vai fabricar um modelo com a tração quattro no País e equipar uma transmissão tiptronic de oito velocidades a um veículo com motor transversal.

O Audi Q3 faz parte da família “Q”. Na parte frontal um dos principais destaques da nova geração é a grade Singleframe com desenho octogonal. No interior traz como elemento central o novo conceito do MMI com display de 8,8 polegadas sensível ao toque integrado ao painel (inclinado em 10 graus em direção ao motorista). O volante com shift paddles é item de série.

Os bancos traseiros são corrediços de série e podem ser movidos para frente em 150 milímetros na Q3 e 130 milímetros na Q3 Sportback. O porta-malas do Q3 e do Q3 Sportback possuem 530 litros, mas com os encostos totalmente rebatidos, o volume salta para 1.525 litros (Q3) e 1.400 litros (Q3 Sportback).

A produção do Audi Q3 com motor 2.0 em suas duas carrocerias será feita em uma linha de montagem exclusiva, a mesma que produziu a geração anterior do SUV até 2019. Os modelos chegarão no porto de Paranaguá (PR) divididos em conjuntos de peças e partes vindos da fábrica de Györ, na Hungria, para a montagem em solo brasileiro.

A Audi também revelou que a partir de 2022 vai investir mais de R$ 20 milhões para instalar estações de recarga DC de 150kW em quase todas as concessionárias da marca no Brasil. Nestes carregadores, o elétrico e-tron, por exemplo, recarrega a bateria de 0% a 80% em menos de 25 minutos.

Fotos: Divulgação CC / Audi