Nova diretoria da Faemg toma posse para mandato até 2025

Presidente eleito, Antônio Pitangui de Salvo, ressalta coragem, determinação, empenho e persistência como características de sua gestão.

Da Redação | 19/11/2021

O presidente eleito da Faemg, Antônio Pitangui de Salvo, destacou a grandiosidade da diversidade do setor do agronegócio no Estado e suas metas para cumprir o desafio à frente do sistema, durante a solenidade de sua posse e de toda diretoria para o mandato até 2025 no último dia 16 de novembro.

“O passado é inspiração, o presente é um ponto de partida para o futuro. O que nos aguarda é o futuro”, afirmou em seu discurso. “Devemos nos tornar parceiros do tempo futuro. Coragem, determinação, empenho e persistência. Somos legítimos parceiros do novo tempo que começa. E, se não estivermos juntos, em prol da nossa causa, não poderemos nos defender. Inovar é ser diferente, é praticar ação transparente”, saudou o dirigente.

O agora ex-presidente, Roberto Simões, lembrou de sua trajetória de contribuições ao agronegócio mineiro. “Este sistema moderno, diversificado, eficiente e de baixo custo, garantido pelo controle financeiro, é o legado que deixo ao fim desta ‘travessia’, termo que gosto de citar tendo Guimarães Rosa como referência”, comentou.

Ele destacou que acredita nas gerações futuras na condução do segundo grande salto da agricultura 5.0 inovadora, digitalizada, sustentável, com o uso de bioinsumos e conectividade. “Isto vai acontecer porque na nossa nova diretoria, seu líder é engenheiro agrônomo, filho de engenheiro agrônomo e pai de engenheiro agrônomo. Antônio tem passado, presente e futuro, igual a nossa agricultura”, ressaltou.

FOTOS / Rafael Mota