Mais de 1,3 milhão de passageiros vão passar pelo aeroporto internacional de BH

Retomada segue de maneira gradual e segura no terminal, com respeito às recomendações dos órgãos de saúde e Anac

Da Redação | 23/12/2020

O Aeroporto Internacional de Belo Horizonte deverá receber, até o dia 31 de janeiro, movimentação superior a 1,3 milhão de passageiros. Durante as festas de final de ano, o fluxo seguirá em alta com movimentação de cerca de 130 mil pessoas entre 23 e 29 de dezembro e em torno de 140 mil passageiros de 30 a 5 de janeiro de 2021.

Neste mês, mais de 600 mil pessoas devem passar pelo aeroporto. Os picos de movimentação devem acontecer entre 22 e 23 de dezembro (terça e quarta-feira), na véspera do feriado, quando também cerca de 23 mil passageiros deverão passar pelo aeroporto.

Já em janeiro, esses picos estão previstos para a primeira quinzena, nos dias 7, 12 e 14, com previsão de fluxo em torno de 25 mil passageiros por dia. Na segunda quinzena, os picos devem ocorrer em 18, 21 e 28 de janeiro, com expectativa também na casa dos 25 mil passageiros.

“A oferta de novos destinos e a programação de voos extras buscam atender os passageiros que desejam retomar as viagens a lazer durante a alta temporada. Nossa retomada está acontecendo de forma gradual e segura para que todos tenham a tranquilidade e confiança em voar e circular pelo terminal. O intuito é de sempre ampliar a conectividade de Minas Gerais com o Brasil e também com o mercado internacional”, avalia Clayton Begido, gestor de Conectividade e Aviação da BH Airport.

Destinos atendidos

Como algumas fronteiras internacionais estão fechadas, os litorais do Nordeste e Sudeste deverão ganhar espaço nesta alta temporada. Atualmente, o aeroporto atende um total de 36 destinos e chegará a 37 em janeiro com a entrada sazonal de seis voos semanais para Aracaju (SE), operados pela Azul.

Em dezembro, seis cidades foram adicionadas às operações. São elas: Cabo Frio (RJ), que teve inicio a partir do dia 14, com 14 voos semanais. Ainda haverá ligações adicionais para Foz do Iguaçu (PR) e João Pessoa (PB) que terão um voo semanal a partir do dia 19. Além disso, com a estreia das operações regulares da Azul Conecta, de 17 de dezembro até o fim de janeiro o aeroporto contará com nove voos semanais que ligarão, de maneira inédita, Belo Horizonte a Búzios (RJ) e sete voos semanais com ligação a Guarapari (ES), destinos muito procurados pelos mineiros durante o verão.

Para completar, no dia 6 de dezembro, ocorreu o retorno do voo internacional da Copa para o Panamá, com operações a serem realizadas três vezes por semana. “O intuito é atender os passageiros que desejam viajar para América do Norte, América Central e Caribe, por meio de uma rápida conexão na cidade do Panamá. Com a retomada da Copa, chegamos a 100% da retomada das empresas estrangeiras que operavam antes da Covid-19 no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte. Uma ótima notícia para os mineiros”, ressalta Clayton.

Outra novidade prevista para dezembro são os voos extras da Gol para Fortaleza e Porto Seguro, a partir do dia 18 até o fim de janeiro, com sete voos semanais para cada destino.

Esses novos destinos se somam a outros 30 que já estavam em operação: Jericoacoara (CE), Maceió (AL), Natal (RN), Teixeira de Freitas (BA), Ribeirão Preto (SP), Florianópolis (SC), Vitória da Conquista (BA) , Barreiras (BA), Carajás (PA), Fortaleza (CE), Curitiba (PR), Governador Valadares (MG), Goiânia (GO), Ilhéus (BA), Porto Alegre (RS), Brasília (DF), Cuiabá (MT), Congonhas (SP), Guarulhos (SP), Montes Claros (MG), Santos Dumont (RJ), São Luiz (MA), Uberlândia (MG), Campinas (SP), Vitoria (VIX), Belém (PA), Porto Seguro (BA), Recife (PE), Salvador (BA) e o internacional da Tap para Lisboa (Portugal).

Antes da pandemia, cerca de 30 mil pessoas circulavam diariamente pelo Aeroporto Internacional de Belo Horizonte e em torno de 300 voos eram operados por dia entre pousos e decolagens. Eram oferecidos voos para 45 destinos, sendo cinco internacionais (Orlando, Fort Lauderdale, Buenos Aires, Panamá e Portugal).

Ações contra a Covid-19

No Aeroporto Internacional de Belo Horizonte são colocadas em prática todas as orientações das autoridades de saúde e da Agência de Aviação Civil (Anac) para que as pessoas se sintam seguras para circular pelo aeroporto, bem como para voar. Há dispensers de álcool em gel em todo o aeroporto, barreiras de proteção nos locais de atendimento aos usuários e adesivos informativos para piso, assentos, banheiros e elevadores. Com apoio do exército, uma equipe foi capacitada para atuar na descontaminação e higienização de áreas de grande circulação. Entre as demais medidas já adotadas para o combate à disseminação da Covid-19, também foi reforçada a limpeza e desinfecção das áreas comuns de todo o aeroporto, especialmente dos banheiros.

Para completar, aeroporto também laçou uma campanha de comunicação no intuito de conscientizar passageiros, visitantes e a comunidade aeroportuária sobre a necessidade de higienização das mãos, de manter o distanciamento, isolamento de assentos, uso de máscara e demais atitudes que podem garantir a saúde e segurança de todos.

Mais Notícias