Júlio Damião é eleito novo presidente da Diretoria Executiva do IBEF-MG

O quadro social da entidade congrega em torno de 5 mil profissionais em todo o Brasil.

Da Redação | 12/02/2021

Nesta quinta-feira, 11, o IBEF-MG referendou os nomes de Camilo Lelis como presidente e Fábio Mascarenhas como primeiro vice-presidente do Conselho de Administração e nomeou os membros da Diretoria Executiva para o biênio 2021/2023 que será presidida pelo executivo de finanças Júlio César Damião.

O executivo com mais de 10 anos de experiência na área financeira de grandes empresas multinacionais do varejo e de indústrias da área médica (VMI), enfatizou que na sua gestão irá congregar e promover o desenvolvimento profissional de associados e profissionais da área financeira – cultivando os princípios da boa ética profissional, social e empresarial e, incentivar o Programa da Certificação CFO(BR)® do IBEF-SP lançado no Brasil no final de 2018 e já consagrado internacionalmente.

Composição da nova diretoria

Além de Júlio César Damião na presidência, a Diretoria Executiva terá  como vice-presidente Laurindo Souza de Deus Filho, atual coordenador do MBI de Finanças da Newton e os seguintes vice-presidentes: Ana Sanches (Anglo American), Alexandre Barcelos (ArcelorMittal),  Rogério Perillo (Vallourec), Guilherme Lima Carrara (Itambé), Carlos Augusto Botrel Berto (Copasa), Antônio Hyodo (Localiza), Guilherme Fonseca (CNH Industrial), Ricardo Salera (Fiemg) Paula Chaves (Coimbra e Chaves Advogados), Eduardo Santos (Clamper), Gabriel Mourão (Aethra) Elson Rocha (Sicoob), Fábio Ribeiro (Atrio Investimentos), André Ayres (Localiza); Juliano Pinheiro (UFMG), Ronaldo Nunes (Elba Equipamentos), Rafael Gesteira (Plena Alimentos) e  Sérgio Frade (Solutions Gestão de Seguros).

IBEF-MG

Criado em 3 de outubro de 1985, o Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (IBEF-MG), é uma entidade sem fins lucrativos, apartidária e que reúne executivos e empresários de Minas Gerais. O quadro social da entidade congrega em torno de 5 mil profissionais em todo o Brasil. Em Minas Gerais participam as principais empresas e profissionais que representam cerca de R$30 bilhões do PIB do Estado.

Confira outras notícias (aqui)

Mais Notícias