Hospital Mater Dei adquire Hospital Santa Genoveva

Essa é a terceira aquisição da Companhia desde sua abertura de capital, em abril deste ano.

Da Redação | 23/11/2021

O Hospital Mater Dei S.A., acaba de anunciar a aquisição de 99,6% do Hospital Santa Genoveva Ltda. Esse é mais um passo em direção à estratégia de consolidação de ativos de referência nas localidades de atuação da empresa. Além disso, o grupo também adquire participação representativa de 100% do Centro de Tomografia Computadorizada Uberlândia Ltda. (CDI).

O anúncio faz parte do projeto de expansão do Mater Dei, por meio da criação de hubs regionais em praças estratégicas, sendo uma referência em qualidade assistencial. Vale ressaltar que essa é a terceira aquisição da Companhia desde sua abertura de capital, em abril deste ano.

O HSG e o CDI são contíguos e integrados, localizados em Uberlândia, cidade estratégica e com o 2º maior PIB de Minas Gerais. Por serem tradicionais e referência em qualidade assistencial, atraem pacientes de todo o Triângulo Mineiro, região com mais de 1,5 milhão habitantes e 650 mil beneficiários, em ampla expansão. Os imóveis do HSG e do CDI também estão sendo adquiridos, além da operação das Unidades. Isso permite ao Mater Dei futuras expansões.

Hospital Santa Genoveva

Fundado em 1975, o HSG é um hospital geral de alta complexidade, com mais de 50 especialidades, com um corpo clínico experiente e altamente reconhecido. Além de uma gama completa de credenciamentos, possui acreditação internacional da QMentum e sua excelência em atendimento foi reconhecida por 18 anos seguidos com o prêmio Top of mind. Atualmente, o HSG possui 204 leitos, sendo 156 operacionais, além de áreas para expansões adicionais.

Centro de Tomografia Computadorizada Uberlândia

O CDI, fundado em 1978, é referência em diagnóstico por imagem na região, contando com uma infraestrutura moderna e parque tecnológico de última geração. Por estarem em um mesmo complexo hospitalar permitem a integração de fluxos e a otimização operacional, proporcionando uma melhor experiência ao paciente.

“Este anúncio – totalmente alinhado aos nossos valores, cultural e também com a estratégia que desenhamos e comunicados em nosso IPO – demonstra nossa capacidade de nos posicionarmos, cada vez mais, como líderes no processo de consolidação do mercado de saúde brasileiro, sempre focando em ativos de alta qualidade e buscando expandir nossa atuação como uma verdadeira rede integrada e coesa”, afirma doutor Henrique Salvador, presidente do Hospital Mater Dei. “Nos orgulhamos de incluir mais um hospital referência – tanto em qualidade assistencial quanto em operação – em nosso ecossistema”, conclui.

O Enterprise Value da Operação é de R$ 309 milhões, incluindo os imóveis, levando a um múltiplo de R$ 1,5 milhão por leito, sendo que deste valor será deduzido o endividamento líquido que é de, aproximadamente, R$ 57 milhões. As Receitas Líquidas anualizadas dos ativos somam cerca de R$ 160 milhões.

O fechamento está sujeito a determinadas condições precedentes, dentre elas a aprovação pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE).

Confira outras notícias (AQUI)