Final “Pão de Queijo” da Superliga Feminina de Vôlei tem Minas e Praia Clube

Com as duas centrais Thaisa e Carol em destaque, primeira partida será disputada neste 1º de abril, a partir das 20h.

Da Redação | 01/04/2021

Thaisa e Carol

Minas e Praia Clube. Belo Horizonte e Uberlândia. Duas forças das duas maiores cidades mineiras começam decidir, com seus times de vôlei feminino, o título da Superliga 2020/2021.

A primeira partida da série melhor de três será disputada às 20h, no Centro De Desenvolvimento De Voleibol (CDV), em Saquarema (RJ). Lá foi montada uma “bolha” com as equipes semifinalistas e finalistas, a fim de reduzir o perigo de contágio do novo coronavírus. O SporTV 2 vai transmitir ao vivo.

O jogo colocará frente a frente as duas centrais, que têm sido destaques em ambas as equipes. Thaisa, do Minas, e Carol, do Praia Clube, brilharam no confronto decisivo das semifinais e foram eleitas as melhores jogadoras em quadra. As duas mostram confiança para grande decisão e esperam uma série melhor de três de muito equilíbrio.

Trabalho conjunto

A central Thaisa ressalta o trabalho em equipe no grupo do treinador Nicola Negro. Para a jogadora, suas boas atuações são resultado de um trabalho conjunto.

“Estou feliz com o meu momento por tudo que eu passei e continuo passando. É gratificante ver os resultados”, observa.

“Tenho minhas metas pessoais, mas principalmente objetivos com o time. A felicidade é por estar ajudando a equipe com minha performance e isso me deixa cada vez mais motivada para treinar e buscar mais”, explica Thaisa.

Ela acredita em um grande clássico nesta final “pão de queijo”. “Já nos enfrentamos várias vezes nessa temporada e sabemos da força do Praia Clube. Estudamos muito a equipe delas. Esperamos um jogo difícil, duro, como todos os jogos contra elas. Estou muito confiante, vamos para cima para dar o nosso melhor dentro de quadra e buscar esse título”, afirma.

Confiança

No Praia Clube, a central Carol também vive uma grande fase. A atacante foi eleita a melhor em quadra nas duas partidas das semifinais contra o Osasco.

Segundo a meio de rede, o jogo coletivo da equipe do treinador Paulo Coco tem sido um diferencial na temporada.

“Fica um sentimento de alegria e confiança pelo resultado das semifinais. Todo o trabalho que foi construído nessa temporada nos permitiu chegar nesse momento especial que é jogar mais uma final”, salienta.

“Fico feliz com os dois troféus, mas o voleibol é um esporte coletivo. Temos um time em que todas as jogadoras podem entrar em quadra e contribuir. O que nos fez chegar até aqui foi nossa união e o jogo coletivo””, explica.

Carol, que também chamou a atenção para a velocidade do Minas. “Estou muito feliz de estar em mais uma final com essa camisa. Já enfrentamos o Minas algumas vezes nessa temporada e sabemos que serão jogos difíceis”, prevê.

Na opinião da central, a equipe adversária têm excelentes atacantes que jogam com muita velocidade com a Macris. “Estamos estudando ainda mais o time delas para saber qual caminho vamos tomar dentro de quadra. Espero que possamos dar o nosso melhor e que o nosso coletivo faça a diferença”, disse.

Rivalidade

Nesta temporada, Itambé e Praia Clube duelaram duas vezes na Superliga, com duas vitórias do time do treinador Nicola. A equipe da capital também superou a de Uberlândia na final da Copa Brasil e do Campeonato Mineiro.

A segunda partida da final acontece no sábado, 3, às 21h. Caso necessário, haverá um terceiro jogo na segunda-feira, 5, às 21h.

Fotos: Wander Roberto/Inovafoto/CBV

Confira outras matérias da Superliga aqui.

Mais Notícias