Fibromialgia: a dor invisível

Muitos já ouviram falar sobre ela, mas vamos entender melhor nesta conversa.

Dra. Flávia Nascimento | 10/11/2020

Saúde. A fibromialgia (FM) é uma síndrome de sensibilização central, dolorosa e crônica que atinge cerca de 2,0 a 2,5% da população brasileira e se apresenta como dor musculoesquelética generalizada, fadiga e está associada a dezenas de outros sintomas como síndrome do intestino irritável, nevoeiro mental (“fibro fog”), distúrbios de sono, cefaléia, depressão, ansiedade e palpitações. 

O risco relativo de um familiar de primeiro grau de um paciente com FM apresentar o mesmo quadro chega a 8,5. Estudos de gêmeos sugerem que 50% do risco de desenvolver FM e condições dolorosas semelhantes é genético e 50% é ambiental.  

Seu diagnóstico é essencialmente clínico. Isso mesmo! Através de uma boa consulta uma reumatologista experiente poderá diagnosticar e principalmente tratar a doença. Engana-se quem ainda pensa que são somente os “pontos gatilhos” analisados. Vamos muito além, acredite! 

Fundamental saber que existe sim tratamento, levando a remissão e melhora importante da qualidade de vida. 

Baseamos em pilares e o principal é a prática de exercício físico, não sendo fundamental um tipo específico, e sim, que seja relativamente prazerosa e mantenha uma regularidade.  

Já é bem demonstrado que há alterações de vários neurotransmissores e o tratamento medicamentoso é feito através da “regulação” destas vias, utilizando antidepressivos, suplementos, por vezes medicações injetáveis em crises. Apenas analgésicos, mesmo que potentes, não são suficientes para cessar a dor.  

Por vezes, quando indicado, o acompanhamento psicológico ajuda, e muito sendo um dos pilares do tratamento. A terapia cognitivo comportamental (TCC) é a mais indicada, mas todas as formas de terapias são bem-vindas.  

Quando conseguimos reciprocidade no tratamento e acompanhamento por parte do paciente temos grande melhora. Isso é muito gratificante, já que esta condição é extremamente complexa e sua remissão uma grande vitória.  

Hoje disponibilizamos de diversas formas de tratamento e felizmente quando feito adequadamente teremos a desejada remissão de doença, levando a uma vida sem dores intensas e melhora significativa da qualidade de vida.  

Mais Notícias