Empresa mineira cria produto antiviral

Filamento específico para impressora 3D é a aposta da empresa

Da Redação | 03/08/2021

A pandemia da Covid-19 que ainda assola o mundo mudou a vida de toda a humanidade. Várias necessidades surgiram, equipamentos como máscaras, por exemplo, foram adicionadas a nossa rotina. Muita coisa mudou. Várias tecnologias tiveram que ser desenvolvidas e muitas pesquisas foram realizadas para amenizar o problema.

Uma empresa mineira que fabrica filamentos para impressoras 3D viu-se diante de um desafio. Como poderia criar um material que fosse antiviral e que a partir dele, vários equipamentos, aparelhos ou peças que pudessem ser desenhados e desenvolvidos? Uma maçaneta ou um corrimão que fosse construído com componentes permanentemente antivirais? Isso seria possível?

A resposta é sim! A empresa mineira 3D Fila forneceu materiais para empresas que criam componentes de EPI para a saúde, mais de 10 toneladas só em 2020, com crescimento nas vendas para esse fim em mais de 150% só em março e abril do ano passado. E essa demanda despertou a criatividade e aguçou a vontade dos sócios de contribuir no combate do Corona Vírus. Eles pensaram em desenvolver um filamento com a capacidade de repelir o vírus. Então, diante de pesquisas, adicionaram partículas deprata. Depois de muitos estudos e testes, o filamento recebeu o Certificado ISO 21702, garantindo a eficácia do material para esse propósito. “Diante do cenário em que nos vimos, decidimos investir em pesquisas para criar um produto inovador no mercado e conseguimos. Contratamos um laboratório que nos garantisse 100% de eficácia”, conta Wesley Silveira, um dos sócios da empresa.

A vacinação avança, a pandemia vai perdendo força, mas o convívio com esse e outros vírus será para sempre. Por isso, esse material pode ser utilizado para tampos de mesa, botões de elevador, corrimões, maçanetas, interruptores, torneiras entre tantas outras plataformas onde há contato intenso com mãos que podem estar contaminadas. Um produto que veio pra ficar. Setores como hotelaria, restaurantes, shoppings, transporte, equipamentos urbanos, academias, lojas de varejo, e até residências podem desenvolver produtos para eliminar ou reduzir riscos.

3D Fila

A empresa, dos sócios Henrique Sanábio Vilela, Lo-Ammi Severino da Silveira e Wesley Meireles da Silveira, desenvolveu tecnologia própria na criação de mais de 14 tipos de filamentos 3D, sendo que hoje a empresa tem linhas como a ABS Premium, PLA, PETG, Flexível , ASA, Tritan, TPU, HIPS, Condutivo, e entre outros, para todo tipo de aplicação. Outro diferencial é a paleta de cores, com mais de 50 tonalidades diferentes, maior variedade do mercado. E com confiabilidade na matiz. Os produtos são desenvolvidos para impressoras FDM, SLA, DLP e LCD dos maiores e melhores fabricantes mundiais. A capacidade da empresa de produção é de 35 mil kg por mês.

A 3D Fila celebra este mês, 8 anos e surgiu da necessidade do aprimoramento dos filamentos. Esse tipo de material era importado e muitos não tinham qualidade adequada e não atendiam aos projetos. Também era comum que os filamentos defeituosos parassem a impressão 3D ou danificassem os equipamentos. Não eram confiáveis.

Com uma máquina rústica, criada pelos seus sócios que são engenheiros, a 3D Fila começou em uma garagem em 2013. Eram 3 quilos de filamento produzidos por dia. Mas a demanda do mercado cresceu e no ano seguinte, a empresa esteve em uma feira (primeira feira de impressão 3D do Brasil) de impressão 3D que mudou o rumo da empresa. Foi preciso alugar um galpão (primeira mudança, primeiro galpão de 400m2) e começaram a desenvolver máquinas mais potentes, tudo para atender uma demanda crescente. De lá pra cá, foram em média 100% de crescimento no faturamento da empresa por ano e hoje a empresa possui 19 funcionários e sete máquinas (de porte industrial e fabricação própria) que fabricam os filamentos.

São mais de 25 mil clientes que adquirem os filamentos para desenhar e projetar peças. Muitas são utilizadas em buffets que criam objetos de decoração e moldes utilizados em confeitarias, equipamentos para áreas médicas e de saúde, artesãos, brinquedos, reposição de peças já fora de fabricação, indústria automotiva, cenografia, entre uma gama imensa, quase infinita de aplicações. Através do e-commerce, a 3D Fila já envia produtos para os 26 estados do país mais o Distrito Federal. Há também uma 3D Fila nos EUA, que comercializa os filamentos [B2B e B2C, além de marketplace como Amazon].

Foto: Divulgação

Confira outras notícias (AQUI)