E-commerce, varejo e vendas: empregos em alta

Levantamento revela profissões, habilidades e panorama geral do mercado para apoiar os brasileiros no planejamento de suas carreiras

Da Redação | 09/02/2021

O impacto da COVID-19 trouxe mudanças no comportamento do consumidor e, consequentemente, no mercado de trabalho como um todo. Um levantamento realizado pelo LinkedIn, a maior rede social profissional do mundo, mostra que, entre os 15 empregos que mais cresceram entre abril e outubro de 2019 em comparação com o mesmo período de 2020, cinco estão relacionados ao setor de e-commerce, varejo e vendas. 

Para atender ao aumento da demanda por produtos online durante a pandemia, as empresas integraram milhares de trabalhadores ligados ao comércio eletrônico para cargos que vão desde a área de logística à especialistas em marketing online, com o intuito de garantir que os produtos cheguem nas mãos dos clientes. As contratações para essas funções cresceram 43% em 2020, em comparação ao ano anterior. Além disso, o telemarketing teve um crescimento de 67% em 2020, atraindo a força de trabalho mais jovem do Brasil – com a média de idade dos contratados de 21 anos. Esta categoria de trabalho também registrou um grande número de transições de carreira com pessoas passando de funções como caixa e vendedor para atendentes de telemarketing. 

Na área do varejo, muitas empresas precisaram redirecionar suas estratégias e transferir a operação para o ambiente online, além de lidar com o crescimento no fluxo de suporte ao cliente. Dessa forma, além da área em si, o levantamento apontou cargos de vendas e desenvolvimento de negócio como fundamentais para a sobrevivência e crescimento das companhias ao longo do ano passado.

Confira os empregos que deverão seguir impulsionando o mercado de trabalho nestas áreas em 2021, segundo o LinkedIn:

  •  Cargos em vendas e desenvolvimento de negócios

Principais competências: negociação, gestão comercial, e-commerce, pré-vendas, planejamento de negócios, negociação, gestão de vendas

Cargos comuns: especialista em vendas, gerente de vendas, assistente operacional de vendas

  • E-Commerce

Principais competências: e-commerce, gerenciamento de logística, produtos SAP, operações de depósito, controle de estoque e gerenciamento da cadeia de suprimentos

Cargos comuns: diretor(a) de cadeia de suprimentos, técnico(a) em logística, analista de estoque, operário(a) de estoque, gerente de e-commerce, analista de e-commerce

  •  Telemarketing

Principais competências: telemarketing, atendimento ao cliente, vendas, etiqueta ao telefone

Cargos comuns: representante de telemarketing, operador(a) de telemarketing e especialista em telemarketing

  • Cargos de sucesso de clientes 

Principais competências: atendimento ao cliente, experiência do cliente, negociação, planejamento de negócios, liderança de equipe e central de atendimento

Cargos comuns: atendimento ao cliente, líder de equipe de atendimento ao cliente, especialista em central de atendimento, gerente de sucesso do cliente, parcerias estratégicas e gerente de experiência do cliente

  • Varejo

Principais competências: vendas no varejo, merchandising, vendas, atendimento ao cliente e marketing

Cargos comuns: especialista em varejo e especialista em merchandising

A lista completa com os 15 empregos em alta pode ser acessada aqui. Além de e-commerce, varejo e vendas, destaque para as áreas de saúde, tecnologia e marketing digital. 

Metodologia 

Os empregos em evidência são definidos como as categorias de carreira que tiveram as maiores taxas de crescimento anual em contratações, considerando o período de abril de 2020 a outubro de 2020. A equipe de Ciência de Dados do LinkedIn analisaram mais de 15.000 cargos para descobrir os cargos que mais cresceram em comparação com os níveis de 2019, esses títulos foram agrupados em tendências de carreira abrangentes que capturam até 25 cargos em cada categoria. As tendências de carreira são classificadas usando uma combinação da taxa de crescimento ano a ano combinada com o tamanho bruto da demanda de empregos.

Confira outras notícias (aqui)

Mais Notícias