Drogaria Araujo oferece teste rápido de Dengue, Zika e Chikungunya

A população tem ainda um outro ponto de atenção que é não confundir os sintomas de Covid-19 com os dessas doenças.

Da Redação | 23/02/2021

Se a “previsão do tempo diz que o céu fechou” é hporque está na hora de ficar atento a temporada de chuva e calor. Isso porque é nessa época que é necessário reforçar a prevenção contra a proliferação do mosquito Aedes aegypti, vetor transmissor da dengue, zika e Chikungunya, conhecidas como arboviroses.

Neste ano, a população tem ainda um outro ponto de atenção que é não confundir os sintomas de Covid-19 com os dessas doenças. Em função disso, a população deve redobrar os cuidados para erradicar criadouros do mosquito e os órgãos públicos precisam reforçar o monitoramento dessas doenças, uma vez que os sintomas mais comuns da dengue podem também estar presentes na Covid-19. Além disso, as duas condições clínicas infecciosas podem evoluir para formas mais graves.

Apesar da gravidade da dengue, devido ao risco da forma hemorrágica, as outras doenças também provocam problemas crônicos severos. No caso da zika, existe a preocupação com as grávidas, devido ao risco de acometimento do feto, e a chikungunya pode resultar em dores articulares debilitantes, que podem durar meses ou anos, trazendo comprometimento duradouro na qualidade de vida das pessoas.

Dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) apresentados no último boletim epidemiológico, até 25 de janeiro, foram registrados em Minas Gerais mais de 3.584 casos prováveis (casos notificados exceto os descartados) de dengue. Desse total, 648 foram confirmados para a doença e um óbito por dengue em Minas Gerais até o momento. Em relação à Chikungunya, foram registrados 965 casos prováveis da doença e, desse total, 84 casos foram confirmados. Já em relação à Zika, foram confirmados 50 casos prováveis e, desse total, dois confirmados.

Testes rápidos

Nesse contexto, é importante estar em alerta com os cuidados preventivos, como eliminação da água parada, não jogar lixo na rua, usar repelentes e telas nas janelas. Em caso de sintomas como febre, dores musculares intensas, dor nas articulações, dor ao movimentar os olhos, olhos vermelhos, mal estar, falta de apetite, dor de cabeça e manchas vermelhas no corpo, os testes rápidos disponíveis na Drogaria Araujo podem ajudar nos rastreamentos das doenças, de forma rápida e segura.

Os testes – um para cada tipo de doença – podem identificar se o paciente está contaminado. Segundo Luciana Oliveira, farmacêutica da Drogaria Araujo, o alerta agora, além da Covid-19, é para as arboviroses.  “A dengue, assim como a chingunkunya e zika, provoca sintomas que podem ser confundidos com os de uma gripe, ou até mesmo com os do novo coronavírus. Por isso, o rastreamento precoce é fundamental para a definição de um acompanhamento e tratamento adequados. Na Drogaria Araujo os testes para Dengue, Zika e Chikungunya, podem ser realizados por meio da coleta de uma pequena amostra de sangue. O procedimento é realizado por um farmacêutico treinado e os resultados saem, em média, após vinte minutos”, afirma.

Os testes rápidos podem ser feitos sem preparação prévia, como jejum, e não há necessidade de agendamento. Além disso, podem ser realizados por pessoas de qualquer idade, incluindo crianças, idosos ou gestantes, que apresentem os sintomas da doença.

Serviço

Testes rápidos de Dengue, Zika e Chikungunya

  • Local: basta acessar o site da Drogaria Araujo e selecionar a opção de qual teste realizar, no botão vermelho dentro do mapa, e encontrar quais unidades oferecem o serviço. Não é necessário agendamento.
  • Valor: varia de acordo com o teste.

Mais Notícias