Descobertas e Redescobertas de Búzios

No Porto da Barra e na Rua das Pedras estão o melhor da gastronomia deste paraíso com mar cor de esmeralda

Lea Araújo | 11/06/2021

Vou a Búzios há mais de 30 anos e sempre trago uma novidade de lá, uma lembrança especial, descobertas e redescobertas que me fazem ser cada dia mais apaixonada por aquele paraíso, não só pelas praias de mar cor esmeralda, mas também pela gastronomia.

O Porto da Barra é um polo gastronômico cobiçado pelos restaurantes e pelo esplendoroso pôr do sol. O Zuza é um dos mais antigos por lá, desde 2007 pelas mãos talentosas do chef Christopher Cabicieri, o Zuza, especializado em frutos do mar e risotos. Ótima textura do ceviche de peixe branco e polvo (R$46) e bem crocantes camarões empanados na farinha de tapioca (R$38). 

A versão de Moules Frites (R$42) foi abrasileirada com aipim frito e eu adorei. Para uma pessoa os risotos giram em torno de R$63 ou R$113 para duas pessoas, com fartura. Foi perfeita a combinação de camarão, tangerina e manjericão. Lula e limão siciliano casaram muito bem também. 

Um dos pratos que tem maior saída é o filé do peixe do dia (cherne) grelhado em crosta de pistache, acompanhado de musseline de baroa trufada (R$64). 

O único restaurante francês de Búzios mudou para o Porto da Barra, o famoso Cigalon. O almoço executivo está com um ótimo preço. Por R$49 o menu completo de entrada, principal e sobremesa ainda inclui bebida não alcoólica e café. 

O peito de frango estava surpreendente, carnudo e suculento servido com dadinho de tapioca e queijo coalho e chutney. Também gostei do atum meio cozido com quinoa. O brochete de filé mignon estava bem macio e com batatinhas – é um clássico. Para quem não come carne tem o burguer de grão de bico com ovo e queijo. 

Exatos 1,5 quilômetros depois do Porto da Barra você encontra uma autêntica pizzaria italiana, idealizada por Ricardo Cicchelli, Master Instruttore certificado na Itália. Sugiro começar pelo crostini parmegiano (R$28), massa de pizza aberta na mão assada em forno a lenha somente com parmesão e azeite para sentir a qualidade da massa. 

Não conhecia a rotolina, pizza enroladinha típica de Nápoles, que sai a R$43,50, bem interessante. A pizza que leva o nome da casa, Picardia (R$73,50), tem calabresa artesanal picante moída, berinjela, azeitonas, cebola roxa e parmesão, cheia de sabores marcantes que amo. Meamos com a Ballerina, mais adocicada para contrastar, já que leva pêra entremeada ao gorgonzola. 

Na Rua das Pedras, o Maria Maria Café é parada obrigatória para um café da manhã caprichado ou um lanche a qualquer hora do dia. Serve como uma refeição o sanduíche Mexicano Poblano, feito na ciabatta com mozzarella, peito de peru, guacamole (R$28,50). 

A quiche de cebola e gorgonzola (R$22,50) tem boa saída. Dentre as treze tortas doces (R$16) fomos na de banana com chocolate com uma bola de sorvete de baunilha. Inclusive a gelateria de marca própria é novidade por lá e oferece cerca de vinte sabores. O de chocolate 70% com laranja é uma perdição.

Os crepes do Chez Michou têm sabor de adolescência, uma tradição buziana desde 1983. A novidade é que se estendeu para o outro lado da rua e agora o Pátio Havana também serve crepes como o nome de Pátio Michou. Pedi o crepe de camarão ao molho de catupiry e tomate (R$34) e a manteiguinha de ervas para derreter em cima não pode faltar.

Dentre várias possibilidades de se conhecer as praias via mar, dessa vez eu fui de táxi marítimo. É um passeio exclusivo que comporta até sete pessoas a R$250 a hora ou R$500 por duas horas e meia com paradas para mergulho nas águas límpidas de Búzios. Ótima opção nessa pandemia já que você fica somente com a sua família na embarcação. Agende com o Digue Tour no (22) 99932-1433, nascido e criado em Búzios e um excelente guia turístico.

Fiquei encantada com a floresta dentro da Pousada Águas Claras, muito bem localizada já que dá para ir a pé para a Rua das Pedras. São 39 quartos com estrutura completa que inclui banheiro privativo, ar condicionado, TV’s LCD, camas BOX tamanhos queen ou king, frigobar, som ambiente, secador de cabelos e fechadura eletrônica, além de apartamentos com varanda. 

O café da manhã é servido pelos próprios funcionários para atender as regras de segurança sanitária, além da higienização rígida de acordo com as normas recomendadas.

Mais experiências gastronômicas no www.degustatividade.com.br

Fotos: Arquivo Pessoal

Mais Notícias