Defensoria de Minas e Associação Banho de Amor promovem campanha solidária

DPMG contribui com as ações, com a prestação de atendimento jurídico, além de orientação e educação em direitos.

Da Redação | 08/04/2021

O Brasil é um dos países mais desiguais no mundo e a pandemia do novo coronavírus tem acentuado as diferenças sociais, deixando ainda mais desprotegidas as camadas mais vulneráveis da população. O país tem hoje cerca de 117 milhões de pessoas em situação de insegurança alimentar, segundo pesquisa (mais detalhes abaixo).

Com a finalidade de apoiar com alimentação e material de higiene as pessoas atingidas pela crise financeira durante a pandemia de Covid-19, a Defensoria Pública de Minas Gerais (DPMG), por meio da Coordenação de Projetos, Convênios e Parcerias (CooProC), está apoiando uma campanha de arrecadação solidária promovida pela Associação Banho de Amor.

A DPMG é parceira do Banho de Amor desde 2018, quando assinou Termo de Cooperação Técnica com o objetivo de desenvolver atividades conjuntas voltadas para o atendimento de cidadãos vulneráveis, em especial pessoas que vivem em situação de rua.

A Associação Banho de Amor atende pessoas em situação de rua, oferecendo banho, atendimento médico, roupas e alimentação, qualificação profissional e atendimento psicossocial, dentre outros. O objetivo principal é a recuperação da dignidade dessa população, auxiliando-a no retorno às cidades de origem e na reinserção no mercado de trabalho.

A Defensoria Pública de Minas contribui com as ações, com a prestação de atendimento jurídico, além de orientação e educação em direitos.

Os banhos e o atendimento jurídico da Defensoria estão temporariamente suspensos em razão da pandemia de Covid-19, mas a Associação Banho de Amor continua com a distribuição semanal de kits de alimentos e de higiene.

Além disso, a entidade mantém parceria com cinco comunidades terapêuticas, para internação e acompanhamento das pessoas assistidas. Atualmente, cerca de 200 homens e algumas mulheres são atendidas pelas comunidades.

Doações

Para a campanha de doação solidária, estão sendo arrecadados itens como sanduíches, biscoitos, achocolatados individuais, paçoquinhas, leite em pó, roupas, chinelos, cobertores, máscaras e produtos de higiene pessoal, como sabonete, pasta e escova de dentes, detergente, fraldas, álcool em gel e xampu.

As doações devem ser entregues até o dia 31 de maio na Coordenação de Projetos, Convênios e Parcerias (CooProC), localizada no 7º andar da Sede I da DPMG em BH.

Insegurança alimentar no Brasil

De acordo com pesquisa divulgada no dia 5 de abril, pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede Penssan), 116,8 milhões de pessoas estão em situação de insegurança alimentar no Brasil.

Pela primeira vez em 17 anos, mais da metade da população não teve certeza se haveria comida suficiente em casa no dia seguinte, teve que diminuir a qualidade e a quantidade do consumo de alimentos e até passou fome.

O estudo aponta que pandemia deixou 19 milhões com fome em 2020, atingindo 9% da população brasileira, a maior taxa desde 2004, quando essa parcela tinha alcançado 9,5%.  E quase o dobro do que havia em 2018, quando o IBGE identificou 10,3 milhões de brasileiros nessa situação.

Neste cenário, campanhas de solidariedade tornam-se fundamentais. Participe! Toda e qualquer doação pode fazer a diferença para quem está com dificuldade.

Fonte: Ascom DPMG

Foto: Pixabay

Mais Notícias