CUMBUCCA: Plataforma promove o turismo gastronômico em Minas Gerais

Como parte do projeto de divulgação do Cumbucca, foram gravados vídeos com personalidades mineiras. A ideia é levar este conceito para trazer à tona personagens e histórias da gastronomia de todo o estado.

Da Redação | 29/10/2020

Gastronomia. A partir do dia 31 de outubro, mineiros e turistas de todo o mundo ganham uma nova multiplataforma para projeção da cultura alimentar de Minas Gerais, a Cumbucca.

A proposta é ser um elemento agregador da cadeia turismo gastronômico de todo o estado, com calendário de eventos, mapas gastronômicos, rotas turísticas, histórias e causos sobre pratos, ingredientes, produtores e cozinheiros.

Minas Gerais são muitas, e a comida boa é um dos principais elementos de construção de uma identidade cultural única. A Cumbucca vem projetar essa cultura, atrair visitantes e contribuir para uma maior autoestima do ser-mineiro e consequente sentimento de pertencimento com o próprio estado.

O projeto foi idealizado pelo produtor cultural Marcelo Wanderley, que desde 2013 coordena eventos importantes como Gastronomia da Praça, Foodie Experience, Congresso Mineiro de Gastronomia, Gastronomia tá na Moda, Fuegos Festival e Prazeres da MESA. Por sua experiência e interlocução com os players do setor, Wanderley defende que a riqueza alimentar-cultural de Minas Gerais tem grande potencial de atratividade turística e precisa ser mais divulgada como tal.

“Para além do queijo, do café e da cachaça, a comida mineira apresenta uma gama muito mais diversa, se observamos cada canto do estado. É incalculável a imensidão dessa nossa cultura, que envolve desde as receitas tradicionais, até modos de fazer, ingredientes únicos, influência de culturas negras e indígenas, e as histórias das cozinheiras, produtores, lugares que trazem verdadeira alma para os pratos”, explica.

A Cumbucca foi desenhada com foco no conteúdo e experiência do usuário, para ser uma ferramenta útil e simples na hora de pensar, planejar e viver uma viagem por Minas Gerais. A plataforma vai reunir informações sempre atualizadas, e recomendações de profissionais apaixonados por Minas e que entendem do mercado.

Tudo para que o turista possa conhecer Minas Gerais e seus segredos tal como um local. “Uma pesquisa do governo estadual apontou que 29,2% dos visitantes disseram que a gastronomia é o primeiro item a ser lembrado quando se fala em Minas Gerais. Isso é mais uma prova de sua importância em nossa identidade. A mesma pesquisa mostra que o pão de queijo foi ressaltado por 41,5% dos turistas. Sem desmerecer esse nosso patrimônio, o nosso plano a médio e longo prazo com para a Cumbucca é mudar esse dado. Queremos fortalecer outros elementos, outros pratos, outros lugares, outras histórias, para agregar à imagem turística de Minas. E, assim, contribuir para um reposicionamento como destino diverso, atrativo, rico, e acolhedor”, defende Marcelo Wanderley.

Leia também: Coluna Receita do mês, por Lili Miarelli

Como parte do projeto de divulgação do Cumbucca, foram gravados vídeos com personalidades mineiras, como o chef Léo Paixão, Nenel (Baixa Gastronomia), o chef Américo Piacenza, o arquiteto Gustavo Penna e a jornalista Lorena Martins (O Tempo), entre outros, que vão explorar algumas riquezas gastronômicas de Belo Horizonte. A ideia é levar este conceito para trazer à tona personagens e histórias da gastronomia de todo o estado.

Conceito

Cumbuca é uma vasilha feita com a casca do fruto da cuieira, usada inicialmente por índios e caboclos. Segundo dicionário etimológico indígena, sua origem vem do tupi, e significa ‘espécie de cuia’. Esse conceito que mistura amparo, acolhimento e valorização da identidade é o que dá vida à nossa cumbucca®️.

A novidade pode ser encontrada pela internet