Casa do Baile, na Pampulha, reabre ao público nesta quinta-feira

Da Redação | 11/02/2021

A Secretaria Municipal de Cultura e a Fundação Municipal de Cultura reabrem ao público, a partir desta quinta-feira, dia 11, a Casa do Baile – Centro de Referência de Arquitetura, Urbanismo e Design. O espaço, que integra o Conjunto Moderno da Pampulha e está localizado na Orla da Lagoa, terá visitação de quarta-feira a domingo, das 11h às 18h, e funcionará atendendo a todos os protocolos de prevenção ao contágio pela Covid-19 determinados pela Prefeitura, incluindo o agendamento prévio, com a retirada de ingressos gratuitos pelo portal da Prefeitura.

Outros cuidados adotados no espaço, assim como nos demais museus públicos municipais já reabertos (confira aqui), são a capacidade máxima de uma pessoa a cada 5m² nos espaços visitáveis e de circulação; o controle do fluxo de visitação, de forma a evitar aglomerações; a disponibilização de dispensadores com álcool 70% no acesso aos espaços expositivos; o aumento de intervalo entre visitas para higienização dos ambientes; além da restrição de acesso às obras de arte ou itens de exposição manipuláveis e proibição de uso de telas sensíveis ao toque nas exposições.

O público terá ainda a oportunidade de visitar a exposição “Marcel Gautherot – registros modernos da invenção da Pampulha: depois e além”, lançada em dezembro de 2020 como parte do projeto Pampulha Território Museus. A iniciativa é realizada pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e da Fundação Municipal de Cultura, em parceria com o Instituto Periférico.

A mostra apresenta uma seleção de imagens do fotógrafo francês Marcel Gautherot, gentilmente cedidas pelo Instituto Moreira Salles, além de livros, revistas, vídeos e documentos acerca de sua obra. Pensada para trazer aos belo-horizontinos e visitantes da Pampulha uma produção artística de relevância internacional, que se relaciona com a cultura e a história do modernismo no país, a coleção apresentada enaltece a vocação da Casa do Baile como Centro de Referência de Arquitetura, Urbanismo e Design.

Encontros no Território – Como o Museu se prepara

Além da exposição, a programação de fevereiro da Casa do Baile ainda contará com a atividade virtual “Encontros no Território – Como o Museu se prepara”, que será compartilhada no site e no YouTube da Fundação Municipal de Cultura nesta sexta-feira, dia 12, às 10h.

Parte das atividades do Pampulha Território Museus, os Encontros no Território são uma série de vídeos com entrevistas que abordam a história, a formação e o modo de fazer dos museus. Nesse primeiro episódio, o público terá a chance de conhecer o processo de montagem da exposição Marcel Gautherot – Registros modernos da invenção da Pampulha: depois e além, compreendendo o extenso trabalho que antecede a inauguração de uma exposição de arte. Participam da conversa os curadores da exposição, Carlos Teixeira e Marconi Drummond; o coordenador da Casa do Baile, Cássio Campos; e a coordenadora do programa educativo, Marci Silva.

O Pampulha Território Museus

Lançado em dezembro de 2020, o “Pampulha Território Museus” tem por finalidade promover e ampliar as Políticas de Patrimônio e Memória e de Fomento à Cultura de Belo Horizonte. Até dezembro de 2021, a iniciativa realizará 3 exposições, 20 atividades culturais, 48 atividades educativas, 10 projetos de design e 3 publicações. Ao reconhecer a importância e representatividade do Museu de Arte da Pampulha – MAP, da Casa do Baile e do Museu Casa Kubitschek para Belo Horizonte, o “Pampulha Território Museus” busca promover cada um desses espaços, valorizando suas vocações e relação com a cidade.

Serviço:

  • Casa do Baile – Reabertura à visitação, com a exposição Marcel Gautherot – registros modernos da Pampulha: depois e além
  • Endereço: avenida Otacílio Negrão, 751, São Luiz, Pampulha
  • Entrada gratuita
  • Visitação: de quarta a domingo, das 11h às 18h

Foto: Ricardo Laf

Confira outras notícias (aqui)

Mais Notícias