BH recebe exposição sobre Fernando Sabino

Da Redação | 15/09/2021

O Instituto Fernando Sabino traz mais uma vez à Belo Horizonte, cidade natal do escritor, a renomada exposição sobre o artista. Denominado, neste ano, “Encontro Marcado/300 Anos de Minas Gerais”, o projeto terá um tom de saudosismo, pois um dos lugares favoritos de Fernando Sabino na capital mineira foi escolhido para sediar as diversas manifestações artísticas do projeto: a Praça da Liberdade. 

A mostra será realizada no prédio em que Sabino nasceu, viveu sua infância e adolescência e que hoje abriga a Escola de Design da UEMG.

A exposição, que poderá ser visitada até 12 de outubro, terá evento de abertura no dia 17 de setembro, às 10h, com curadoria do Coletivo de Arte Libertas, e foi viabilizada com recursos da Lei Aldyr Blanc de incentivo à cultura. Além da mostra, no 17, serão realizadas diversas intervenções artísticas, que vão ocorrer simultaneamente ao ar livre no Circuito Cultural da Praça da Liberdade, todas elas inspiradas no livro “Encontro Marcado”, de Fernando Sabino, produzidas pelos artistas do Coletivo de Arte Libertas.

A casa escolhida para abrigar o evento foi o segundo imóvel construído no local. Sabino costumava dizer que a Praça era o quintal de sua casa. Em 1944, ele passou a noite de núpcias no Palácio da Liberdade, quando se casou com a filha do governador Benedito Valadares. 

“A literatura é uma arte essencial na produção e inspiração das manifestações artísticas que vão integrar o cenário da capital mineira nesses quase 30 dias de exposição. O projeto pretende criar interferências literárias no contexto urbano para que as novas gerações e o público em geral conheçam um pouco mais sobre nossos escritores mineiros”, destaca Bernardo Sabino, filho de Fernando e presidente do instituto que leva o nome do pai.

Segundo o vice-governador de Minas, Paulo Brant, a exposição reforça a importância da arte e da cultura para fortalecer a formação educacional das pessoas. “A educação não pode ser só uma educação instrumental. Ela deve ir além da matemática, português, geografia, história e ciências. É muito mais que isso. Afinal, só a leitura desenvolve a capacidade crítica e de abstração das pessoas. Todas as artes são importantes, mas acredito que a leitura é uma arte insubstituível”, pontua.

SERVIÇO

  • “Encontro Marcado/300 Anos de Minas Gerais”
  • Local: Escola de Design da UEMG – R. Gonçalves Dias, 1434 – Lourdes, Belo Horizonte
  • Data: 17/setembro a 12/outubro
  • Entrada gratuita

Foto: Divulgação