BDMG Cultural realiza mostra online de música instrumental

Série especial ocorre no Youtube e apresenta dez vídeos com músicos que venceram o Prêmio BDMG Instrumental. Artistas apresentam suas obras e conversam com a jornalista Patrícia Palumbo.

Da Redação | 21/10/2020

Evento. De 23 de outubro a 18 de dezembro de 2020, o BDMG Cultural realiza a Mostra BDMG Instrumental como parte de comemoração dos 20 anos do reconhecido Prêmio BDMG Instrumental.

Dez músicos que conquistaram a premiação nestes anos de realização apresentam suas músicas e conversam com a jornalista e radialista Patrícia Palumbo. Os episódios serão disponibilizados semanalmente, às sextas-feiras, no Youtube.  

A Mostra BDMG Instrumental convida os artistas Antonio Loureiro, Cléber Alves, Deangelo Silva, Luísa Mitre, Lucas Telles, Marcela Nunes, Rafael Martini, Guanduo, Alexandre Andrés e Thiago Delegado. A série estreia nesta sexta, 23 de outubro, com um bate-papo musical com o compositor e violonista Thiago Delegado, um dos músicos contemplados no Prêmio BDMG Instrumental de 2011.  

“A Mostra BDMG Instrumental é um projeto muito especial para o BDMG Cultural e, acredito, também para a música instrumental mineira. Em 2020, deveríamos ter lançado a 20a edição do Prêmio BDMG Instrumental. A pandemia do Covid-19 levou esta edição comemorativa para 2021 e decidimos revisitar as histórias que marcaram o Prêmio nessas duas últimas décadas. Convidamos a jornalista e grande conhecedora de música, Patrícia Palumbo, e também dez músicos que ganharam o Prêmio para falarmos não só sobre o programa, mas sobre a criação em música, os processos dos artistas e a cultura musical brasileira. O resultado que o público verá com um novo programa a cada semana é uma prosa boa de se ouvir, uma aula para compartilhar conhecimento e uma celebração da música instrumental mineira”, explica Gabriela Moulin, diretora-presidente do BDMG Cultural.  

A jornalista e radialista Patrícia Palumbo, mediadora dos encontros virtuais da Mostra Instrumental BDMG, avalia a premiação. “O Prêmio BDMG Instrumental é importantíssimo. Eu tenho acompanhado os artistas que têm ido ao Sesc Instrumental Brasil, como parte da premiação, e posso ver a evolução desses músicos com o passar dos anos. Sem dúvida alguma, a cena instrumental mineira se beneficia desse ambiente de fomento e que proporciona e provoca encontros e realização de composições e arranjos. Pelos depoimentos que tenho colhido nesses anos todos de parceria, vejo o tamanho dessa iniciativa e até onde ela chega. As pessoas se movimentam em torno da premiação. Uma cena toda se forma e se alimenta em torno do Prêmio BDMG Instrumental. A longevidade de 20 anos é uma coisa maravilhosa”, ressalta a jornalista.  

Leia também: O mundo da língua portuguesa nas telas do Fliaraxá

Os encontros musicais estão sendo gravados à distância, em videochamadas, por conta da pandemia da Covid-19, diretamente da casa dos músicos e da Patrícia Palumbo. “Essa experiência de gravar a celebração de 20 anos do Prêmio BDMG Instrumental com artistas que passaram pela premiação tem sido deliciosa. Mesmo que virtualmente, são encontros muito particulares dentro da minha casa e dentro da casa dos artistas. É muito confortável e muito íntimo. A gente conversa deliciosamente e abertamente sobre os processos de composição e sobre a experiência de participar do Prêmio. Encontrar com esses músicos em 2020, no meio dessa situação que o Planeta está vivendo, e ver que são artistas que seguem inquietos, produzindo e se encontrando de um jeito ou de outro, fazendo suas músicas, me deixou muito feliz”, completa a jornalista. 

Serviço

Mais Notícias