Bar da Piscina, na CasaCor Minas, exibe a versatilidade e exuberância do quartzito

Del Rei Pedras traz o produto em formato polido e em estado bruto, a fim de exaltar suas características ideias para quaisquer tipos ambientes

Da Redação | 17/09/2021

A beleza e a exuberância da quartzito, rocha metamórfica encontrada em pedreiras no Nordeste do País, ficam evidentes no ambiente Bar da Piscina, projeto dos arquitetos Daniel Tavares e Cyntia Vianna na edição deste ano da CasaCor Minas. O maior evento de decoração e arquitetura foi aberto nesta semana no Palácio das Mangabeiras e fica em cartaz até 17 de outubro.

A pedra está exposta em dois formatos para exaltar suas características. Há Há chapas inteiras, dispostas na vertical, já beneficiadas e polidas, e também blocos em miniatura, com cerca de 400 quilos cada um deles, na forma mais bruta, retirados diretamente da pedreira diretamente para o evento.

“A ideia é mostrar o belo da pedra natural e a exclusividade que ela oferece aos ambientes. E por isso tem sido muito procurada para os projetos de nossos clientes e pelos arquitetos parceiros”, afirma o diretor da Del Rei Pedras, Felipe Matias.

Ele está à frente da tradicional marmoraria, fundada há 42 anos pelo seu pai e um sócio, e que até hoje é especializada na produção, preparação e distribuição de pedras decorativas.

Segundo ele, o quartzito é uma verdadeira riqueza mineral, devido a sua versatilidade, além de ser extremamente resistente. “Pode ser usado em cozinhas e banheiros. Para fazer móveis e painéis, tornando o ambiente, seja interno ou externo, deslumbrante”, observa o comerciante.

Mais resistente até que o granito, o quartzito possui alta resistência à luz e ainda pode ser utilizado em revestimentos de bancadas e escadas, devido à facilidade de limpeza.

Há cerca de três anos, a marmoraria mineira tem trabalhado com a valorização da pedra natural, como este quartzito que, no caso, é extraído de uma mina no Ceará, de uma pedreira acanhada, com volume de produção baixo e distribuição reduzida. “Este tipo de exclusividade que sempre buscamos para nossos clientes”, acrescenta Matias.

Ele salienta ainda o trabalho que vem sendo realizado pela empresa com seus produtos. “Fazemos desde o levantamento do projeto, o corte, acompanhamento, montagem até a finalização das pedras. É algo muito completo e com muitos critérios técnicos”, ressalta.

Corian

Fora da CasaCor Minas, a Del Rei Pedras também tem ressaltado os atributos do Corian, produto que agora representa e distribui para Minas Gerais, com autorização da gigante DuPont.

O Corian é um polímero acrílico que tem 80% de sua constituição feitos de alumínio. Termo-moldável, permite que seja fabricado até balcões com 50 metros de extensão sem emendas visíveis.

“Além dessas características de acabamento impressionantes, ele está sendo homologado para aplicação hospitalar. Isso porque permite a produção de peças sem quina ou quina arredondada, que facilita a limpeza, é 100% impermeável e antibacteriano”, comenta Matias.

Pelo fato de não permitir a absorção de micro-organismos, como bactérias, o Corian também tem sido oferecido aos clientes e profissionais de arquitetura e decoração parceiros da Dei Rei Pedras para criações em ambientes de cozinha, onde há manipulação de alimentos.

Felipe afirma que com este produto também é possível fazer peças curvas e até bancadas com pé curvos que vão até o chão.

Fotos: Del Rei Pedras / Divulgação