Aeroporto Internacional de BH deve fechar o ano com 7 milhões de pessoas

Da Redação | 20/12/2021

O Aeroporto Internacional de Belo Horizonte se manteve em evolução ao longo deste ano. Mesmo com os desafios impostos pela pandemia da Covid-19, foi possível elevar a qualidade dos serviços prestados e retomar as operações. Com o avanço do plano nacional de vacinação contra a doença e aumento da confiança das pessoas em viajar, a previsão é fechar o ano com fluxo de cerca de 7 milhões de passageiros, alta de 50% na comparação com o ano passado. A movimentação de cargas também seguiu em expansão e será de cerca de 30 milhões de toneladas, alta de 90% em relação ao ano passado. 

“Apesar dos impactos globais trazidos pela pandemia, conseguimos superar as adversidades e registrar crescimento da nossa movimentação de pessoas e cargas em 2021. Investimos em ações para melhorar ainda mais a jornada dos passageiros no nosso terminal e seguimos em destaque entre os melhores aeroportos do país. Quem passa por aqui percebe nitidamente a melhoria na qualidade e no serviço oferecido. Atualmente, nós temos uma operação de classe mundial”, avalia Kleber Meira, CEO da BH Airport.  

Em 2021, oaeroporto completou sete anos sob a concessão da BH Airport, um período marcado pela transformação da infraestrutura e pelo fortalecimento do papel do terminal como indutor do crescimento e desenvolvimento socioeconômico de Minas Gerais. Ao longo desses sete anos, foram registrados cerca de 730 mil pousos e decolagens e mais de 74 milhões de passageiros passaram pelo aeroporto. O total de investimentos foi superior a R$ 1 bilhão na ampliação e modernização das instalações. 

O compromisso de oferecer a melhor experiência a passageiros e visitantes se mantém firme e, em novembro, o aeroporto entrou em uma nova etapa da reforma do Terminal de Passageiros 1, na sala de embarque. O projeto de modernização prevê a ampliação das áreas comerciais, assim como a revisão dos fluxos e processos – que englobam raio-X, check-in, restituição de bagagens, salas e portões de embarque. A estimativa é que essa etapa da reforma tenha duração de 14 meses. 

O objetivo das obras é oferecer ainda mais conforto e comodidade a passageiros, visitantes e toda a comunidade aeroportuária, bem como ampliar as áreas comerciais no terminal em 100%. “A partir da reforma, o aeroporto entra em um novo patamar de excelência. Além de melhorar significativamente a eficiência operacional, as intervenções vão contribuir para oferecer um ambiente mais moderno e pronto para conectar Minas Gerais com os demais estados brasileiros e também com o mundo”, afirma Kleber.